Área Restrita

Fetagro

Projeto Plantar Rondônia é lançado em Ji-Paraná

27/07/2018
07/08/2018
Notícias
0 ComentáriosImprimirEmail

Apoiar a regularização ambiental das propriedades rurais da agricultura familiar com ganhos ambientais, sociais e econômicos. Este é o objetivo do Projeto Plantar Rondônia, lançado na quinta-feira (26), em Ji-Paraná. O lançamento foi realizado no Centro de Formação de Agricultores/FETAGRO, em ato que reuniu agricultores familiares de todo o Estado.

 

O projeto Plantar Rondônia é uma realização do Centro de Estudos (CES) Rioterra, em cooperação com a Ação Ecológica Guaporé - Ecoporé e Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Rondônia - FETAGRO, com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental - SEDAM e apoio financeiro do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, através do Fundo Amazônia, com o intuito de apoiar o público da agricultura familiar de Rondônia no processo de regularização ambiental das propriedades rurais com até quatro módulos fiscais, através da implementação do Programa de Regularização Ambiental – PRA, em 12 municípios.

 

Além dos agricultores familiares presentes - dirigentes de Sindicatos dos trabalhadores e Trabalhadoras Rurais e de Associações de Produtores Rurais, prestigiaram o lançamento o coordenador de projetos da Rio Terra Alexis Bastos e equipe, o presidente da Ecoporé Marcelo Ferronato, o gerente regional da SEDAM João Bernardi, a vereadora Claúdia de Jesus (PT), a presidente da Unicafes Rondônia Vitalina Orneles, o gerente regional da CEPLAC, Antônio Deuzemínio, e diretores da Cresol Rondônia.

 

Alexis Bastos destacou a importância do projeto para Rondônia com o agrupamento de instituições que já atuam com ações socioambientais e órgãos de governos que tem interesses comuns e que esta é uma iniciativa pioneira no Brasil. Com uma apresentação técnica do projeto apontou que entre as metas está a implementação PRA em 1,5 mil propriedades da agricultura familiar e a disponibilização de insumos para recuperação de 3 mil hectares de áreas degradadas.

 

O presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, relatou que o projeto nasceu das inquietações diante de um passivo ambiental muito grande no Estado, e que, então, este se torna uma ferramenta de fomento à discussão das questões ambientais e sociais, beneficiando além dos agricultores familiares, os municípios envolvidos e as instituições governamentais que receberão as informações técnicas geradas pelas pesquisas e ações.

 

O presidente da Ecoporé, Marcelo Ferronato, enalteceu a união entre agricultura, meio ambiente e diferentes aspectos sociais e econômicos que o projeto traz, e ressaltou que para além da preocupação com a regularização ambiental, devemos nos ocupar por esta causa e alcançar êxito.

 

João Bernardi, gerente da Sedam, reafirmou que o órgão é parceiro no projeto e irá atuar pelo seu desenvolvimento, para que os propósitos sejam alcançados e os agricultores beneficiados. Reportou palavras do Secretário de Estado do Desenvolvimento Ambiental, Hamilton Santiago, que é dever do Estado promover e apoiar iniciativas que possam implementar a recuperação de áreas degradadas.

 

Investimentos

Através do projeto serão investidos R$ 28 milhões com o objetivo implementar o PRA em imóveis rurais com até quatro módulos fiscais. Propõe-se que 3,6 mil famílias receberão assistência técnica e que cerca de 600 pessoas serão capacitadas, dentre técnicos, agricultores e agricultoras nas áreas de produção sustentável.

 

Os municípios contemplados com o Projeto Plantar Rondônia serão beneficiados com apoios nos processos de ordenamento e gestão territorial através da disponibilização de instrumentos de planejamento, capacitação e assessoria técnica. São eles: de Itapuã do Oeste, Cujubim, Rio Crespo, Machadinho D`Oeste, Ariquemes, Jaru, Ouro Preto do Oeste, Ji-Paraná, Presidente Médici, Castanheiras, Novo Horizonte e Rolim de Moura. 

 

Fonte: Assessoria

Fotos: VipFesta

Galeria

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem

Veja Também

Imagem Indisponível
30/07/2014

Regional Cone Sul promove formação sindical

Iniciou ontem (29), na sede do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Cerejeiras, o primeiro módulo do curso de formação político sindical da Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC), para dirigentes e representantes de base sindical do Regional Cone Sul. O curso será ministrado em 3 módulos, com 3 dias cada, com objetivo de capacitar cerca de 40 lideranças sindicais do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), proporcionando a cada participante uma visão ampla sobre as principais bandeiras de luta do Movimento, ampliando o conhecimento e revitalizando o comprometimento dos mesmos com o MSTTR, a partir da base. Propõe-se, ao...

Imagem Indisponível
11/07/2014

STTR de Theobroma promove curso de derivados do leite

O Sindicato dos Trabalhadores (as) Rurais do município de Theobroma, em parceria com a Emater Theobroma, realizou de 07 a 11 de julho um curso de derivados do leite, para trabalhadoras(es) rurais do Assentamento Primavera. O curso teve o objetivo de capacitar as trabalhadoras(es) para que elas possam produzir diversos alimentos à base do leite para subsistência familiar e comercialização e, assim, contribuírem na complementação da renda familiar. O curso foi ministrado por uma extensionista da Emater do município de Alvorada do Oeste, que ensinou as participantes a produzirem diversos tipos de queijos e doces. Fonte: Assessoria STTR de Theobroma

Conferência Estadual debate assistência técnica com foco em agroecologia
11/04/2016

Conferência Estadual debate assistência técnica com foco em agroecologia

Estabelecer estratégias e ações prioritárias para promover a universalização da Assistência Técnica e Extensão Rural (Ater) pública e de qualidade aos agricultores e agricultoras familiares do Estado de Rondônia. Esse é o objetivo da 2ª Conferência Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e Reforma Agrária, que acontecerá de 12 a 14 de abril, no Centro de Treinamento da Emater-RO (Centrer), em Ouro Preto do Oeste.    Cerca de 200 pessoas, representantes de agricultores, povos indígenas, comunidades tradicionais...