Área Restrita
Topo - Horizontal Full
Grito
Marcha
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4

Fetagro

Debates e reflexões marcam Coletivos da CONTAG
27/07/2015

Debates e reflexões marcam Coletivos da CONTAG

Representantes das Federações de todo o país reúnem de hoje (27) até quarta-feira (29) na sede da CONTAG, em Brasília-DF, para a realização dos Coletivos de Política Agrícola e Meio Ambiente, Juventude Rural, Assalariados (as) Rurais, Finanças e Administração, Formação e Organização Sindical e Mulheres Trabalhadoras Rurais. Ainda na abertura o presidente da CONTAG, Alberto Broch, destacou que essa será uma intensa semana de luta e discussão, pois a partir de quarta-feira (29) a tarde começará o Conselho Deliberativo da CONTAG. “Vamos continuar nosso trabalho duro, pois muita gente espera muito de nós. Representamos os interesses de milhões de agricultores e agricultoras familiares em todo o país. Vamos seguir unidos (as) para fortalecer ainda mais nossa representatividade diante da nossa base de atuação”, declarou, em tom firme, o presidente da CONTAG, Alberto Broch. Coletivos de Política Agrícola e de Meio Ambiente Os Coletivos de Política Agrícola e de Meio Ambiente acontecem conjuntamente e reúne cerca de 60 dirigentes. O secretário de Política Agrícola da CONTAG, David Wylkerson, destaca o Cooperativismo e a Agroindustrialização pela Agricultura Familiar, tema de uma mesa que será realizada na quarta-feira, como um dos principais assuntos a ser discutido no Coletivo. No que diz respeito ao Meio Ambiente, os principais temas abordados serão as consequências da mudança climática na agricultura e também a publicação de Edital para o Cadastro Ambiental Rural entre a Caixa Econômica e o Ministério do Meio Ambiente. Representa a FETAGRO no Coletivo a secretária de meio ambiente Creonice Vilarim. Formação e Organização Sindical No Coletivo de Organização e Formação Sindical, acontece um profundo debate sobre representação e representatividade com foco na dissociação dos assalariados (as) rurais no atual cenário nacional do sistema CONTAG. Outro ponto que cerca de 27 dirigentes sindicais e aproximadamente 18 assessores (as) jurídicos também debatem é sobre a alteração estatutária da Confederação, que deve ser a maior dos últimos 30 anos do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais. No que se refere a Formação Sindical o momento é de avaliar os Curso Regionais da ENFOC que têm como objetivo principal, viabilizar a formação de militantes do MSTTR, de modo a aprimorar sua capacidade multiplicadora criativa e potencializadora da ação formativa em suas áreas de atuação militante. Assim como um olhar especial sobre a Oficina Regional de Redes de Educadores (as) Populares que metodologicamente foi pensada pela equipe da Escola Nacional como um lugar para refletir sobre os avanços e desafios para o fortalecimento da Formação Sindical. A secretária de formação da FETAGRO, Rosiléia Inácio, participa do encontro. Finanças e Administração Na reunião do Coletivo de Finanças os dirigentes aprofundam o debate sobre a Contribuição Sindical Rural dos Agricultores e Agricultoras Familiares. Já dentro do Plano Sustentar , está sendo feita uma discussão sobre as ações estratégicas para a implementação do Plano Sustentar na CONTAG e Federações e debate sobre o Seguro Vida e Assistência Funeral. Vale ressaltar que o contrato do Seguro Vida vai garantir Seguro por Morte Acidental e Serviço de Assistência Funeral aos associados (as) dos sindicatos filiados à CONTAG que aderirem ao contrato. O contrato foi assinado no dia 22 de julho, na sede da Pan Seguros, em São Paulo (SP), pelo presidente da CONTAG, Alberto Broch, pelo secretário de Administração e Finanças da CONTAG, Aristides Santos, pelo presidente da Pan Seguros, José Carlos Macedo e pelas corretoras THB, ZRZ e Exata, representadas por Giancarlo Cristini. Ainda marca o Coletivo uma avaliação das ações formativas do Convênio SENAR (Oficinas estaduais de autoformação em gestão administrativa e financeira). Juventude Rural Aqui o debate gira em torno das demandas e estratégias da Juventude Rural para o Plano Nacional de Juventude e Sucessão rural; Informações sobre o Projeto e as demandas para a realização dos Encontros Regionais como meta em definir o calendário e programação dos Encontros. Outro foco da reunião é o debate sobre as estratégias da mobilização e visibilidade das Jovens na Marcha das Margaridas e avaliação do 3º Festival da Juventude Rural. Contribui com o Coletivo o secretário de jovens da FETAGRO, Ailton Santos. Coletivo de Assalariados e Assalariadas Rurais O Coletivo de Assalariados e Assalariadas rurais também reúne cerca de 60 pessoas para tratar de diversos temas. O secretário da pasta Elias D’Ângelo Borges afirma que durante o coletivo será realizada a avaliação do trabalho realizado nos primeiros seis meses de 2015 e o planejamento dos próximos meses do ano. “Vamos discutir a realização do Congresso Nacional dos Assalariados e Assalariadas Rurais, além dos projetos que já estão em andamento, como o termo de cooperação com a Organização Internacional do Trabalho sobre combate ao trabalho escravo e também assuntos relacionados ao Plano Nacional dos Trabalhadores Assalariados (Planatre). Ecimar Viana, secretário de Políticas Sociais da FETAGRO, está no Coletivo. Coletivo de Mulheres Trabalhadoras Rurais A Comissão Nacional de Mulheres da CONTAG está reunida no Coletivo de Mulheres, com o objetivo de trabalhar nos encaminhamentos finais da preparação da 5ª Marcha das Margaridas. “Vamos discutir os últimos pontos e acertar questões políticas, além de redobrar os esforços para a organização da Marcha”, afirmou a secretária de Mulheres Trabalhadoras Rurais, Alessandra Lunas. Izabel de Oliveira, secretária de mulheres da FETAGRO, participa do encontro.

STTR de Ji-Paraná promove 15ª Festa do Agricultor neste sábado, 25
24/07/2015

STTR de Ji-Paraná promove 15ª Festa do Agricultor neste sábado, 25

O STTR de Ji-Paraná promove neste sábado, dia 25, a 15ª edição da Festa do Agricultor. A Festa é alusiva ao Dia do Agricultor, comemorado no dia 28 de julho, em reconhecimento a importância deste profissional pelo árduo trabalho que faz dia a dia para garantir o alimento que vai para as mesas de todos os rondonienses e todos os brasileiros. A festa é realizada em conjunto com o Festival Municipal da Juventude Rural, que propõe um momento de integração da juventude rural de Ji-Paraná e também de reflexão e diálogo acerca da sustentabilidade no campo para os jovens. De acordo com o presidente do Sindicato, Ernesto Ferreira, a expectativa é de reunir mais de 1500 pessoas em um dia bastante festivo, marcado pela confraternização, realização de modalidades esportivas e culturais, bingo de uma Moto 125cc e sorteio de brindes, entre eles três roçadeiras. “Nossa festa já é tradicional, proporcionando momentos de interação e lazer para nossas famílias de agricultores familiares”, destaca Ernesto. Programação: 09 horas - Cerimônia de Abertura 10 horas - Início das modalidades esportivas e culturais do Festival da Juventude 12 horas - Almoço 16 horas - Bingo de uma Moto e duas quinas de R$ 500 17 horas - Encerramento

ENFOC Regional Norte fomenta formação político sindical
22/07/2015

ENFOC Regional Norte fomenta formação político sindical

Acontece nesta semana o 2 Módulo do Curso de Formação Político-Sindical da Região Norte, em Manaus, no Estado do Amazonas, com um público formado por lideranças de base, diretores (as) e assessores (as) de Federações de Trabalhadores na Agricultura e Sindicatos de trabalhadores e Trabalhadoras Rurais que, juntos, constituem o Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR) dos sete estados da região. Neste 2º módulo do curso está sendo abordado o tema Ação Sindical e desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, objetivando desenvolver a formação política-sindical no MSTTR, orientado pela estratégia de ampliar, fortalecer e consolidar a rede de Educadores Populares na Região Norte, e com isso estimular e aprimorar a multiplicação criativa na base. O curso é coordenado pela Escola Nacional de Formação da CONTAG (Enfoc). O MSTTR de Rondônia, organizado pela FETAGRO e STTRs filiados, participa com nove integrantes, sendo: Clarinda Maximino (STTR Vilhena) e Salete Coelho (STTR Corumbiara), Eliana Cardoso (STTR Campo Novo), Lucimar Alves (STTR Jaru). Jeane Toste (STTR Alvorada do oeste), Carla Dantas (STTR Presidente Médici), Jair Oliveira (STTR Seringueiras), Sheila Becker (STTR Cujubim) e Sirlene Oliveira (STTR Novo Horizonte). O Curso Regional é construído em três módulos, com duração de sete dias cada.

Trabalhadores (as) reunidos para Conselho Deliberativo
22/07/2015

Trabalhadores (as) reunidos para Conselho Deliberativo

Iniciou na noite desta terça-feira (21), a 3ª Plenária Ordinária do Conselho Deliberativo da FETAGRO, reunindo conselheiros (as) de todos os Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais filiados para discutirem e deliberarem acerca de assuntos de interesse da categoria. O presidente da Fetagro, Fábio Menezes, ao dar boas vindas à todos e todas, ressaltou a importância do encontro para a organização e fortalecimento do MSTTR. Hoje, segundo dia, está pautado discussões acerca das Eleições de 2016, avaliação do Grito da Terra Estadual, Marcha das Margaridas Estadual, Planejamento das ações. Está presente o deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), contribuindo com as discussões, fazendo uma prestação de contas do mandato nestes primeiros meses, reafirmando que sua atuação é pautada pelas demandas dos trabalhadores (as) e da agricultura familiar, e destacou que é um mandato em construção e, por isso, pediu mais uma vez a participação ativa de todos na condução do mandato. Outros assuntos de relevância para os trabalhadores (as) e para o fortalecimento da agricultura familiar serão debatidos até manhã, dia 22, último dia do Conselho.

Ação da FETAGRO é destaque no jornal da CONTAG
17/07/2015

Ação da FETAGRO é destaque no jornal da CONTAG

A edição de julho do JORNAL DA CONTAG traz várias experiências exitosas de trabalhadores e trabalhadoras rurais. Exemplos de superação que são frutos da luta incansável de todo o conjunto do MSTTR (CONTAG, FETAGs, STTRs). E, nesta edição, ação e conquista do MSTTR de Rondônia (FETAGRO e STTRs) ganhou destaque! Confira matéria que relata resultado da execução do PNHR no Estado. Veja edição no link: http://www.contag.org.br/imagens/f2438jornal_ed-125.pdf

FETAGRO discute crédito fundiário em Pimenta Bueno
14/07/2015

FETAGRO discute crédito fundiário em Pimenta Bueno

Nesta terça-feira (14), o presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, acompanhado do assessor técnico do Crédito Fundiário, Juvenal Chagas, e do presidente do STTR de Pimenta Buenos, Altamiro Justino, reuniu-se com representantes da empresa de Planejamento e Assistência Técnica Agropecuária (Plantec) para discutir sobre a importância operacionalidade do Programa Nacional de Crédito Fundiário, propostas de financiamentos, entre outros assuntos relacionados às necessidades do homem e mulher do campo. De acordo com o presidente, o encontro foi salutar pela troca de informações e experiências, e pela reafirmação, de ambas as entidades, na defesa pela garantia de que haja constante assistência ao agricultor familiar que permita a ele acesso a políticas públicas. Fábio destacou que foi discutido também acerca do andamento de propostas do Pronaf A junto ao banco da Amazônia e elaborado um agendamento para vistorias. Rádio Dirigentes sindicais e assessor da FETAGRO também tiveram a oportunidade, no município, de participar de programa de rádio, na emissora Meridional, e a toda população sobre as ações da Federação, destacando as lutas e conquistas em prol dos trabalhadores (as) rurais e do fortalecimento da agricultura familiar. Principais resultados do Grito da Terra Estadual, crédito fundiário, Programa Luz para Todos, Cadastro nacional de Informações Sociais (Cnis) e Marcha das Margaridas 2015 foram alguns dos temas abordados durante o programa.

Proposta obriga fornecedor a devolver troco correto a consumidores
10/07/2015

Proposta obriga fornecedor a devolver troco correto a consumidores

Obrigatoriedade de devolução integral, e em espécie, do troco ao consumidor, nos estabelecimentos comerciais no Estado. Essa é a proposta de lei de autoria do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), aprovada pelos deputados estaduais, em Sessão Ordinária, no último dia primeiro de julho. De acordo com o deputado Lazinho, o Projeto de Lei de número 127/2015 tem por objetivo fazer com que os comerciantes passem a dar o troco correto, ou em benefício do consumidor, e inibir a prática de arredondar a menor, ou substituir por produto - sendo bala o mais comum, quando alegarem não ter centavos corretos para fornecer o troco. Nesse sentido, o projeto de lei reafirma princípios que estão no Código de Defesa do Consumidor (Lei nº 8.078/90), como assegurar ao consumidor o direito de pagar apenas pelos serviços efetivamente prestados e de não sair em desvantagem, bem como atribui a responsabilidade pelo troco ao comerciante – na falta de moeda. O deputado esclarece que a prática da “balinha como troco” é aceita pela maioria da população para evitar constrangimento em público. “Quando pagamos em dinheiro, raramente o comerciante tem os centavos corretos para fornecer o troco de valor fracionado, por exemplo, R$ 0,03 (três centavos), e então nos oferece bala ou balas. Se não aceitamos somos recebidos com demonstrações de reprovação pelo atendente/caixa, e inclusive de outros clientes que optam por desprezar o troco de poucos centavos. E, surpreendentemente, nos sentimos até envergonhados, ainda que tenhamos a certeza que quem está errado é o estabelecimento”, narra. Segundo o parlamentar “essa prática é abusiva”, e ressalta que o fornecedor deve assumir as consequências de não possuir troco, “pois é de sua responsabilidade manter moedas e notas suficientes para atender inteiramente a seus clientes”. Para ele, também é preciso que o cidadão faça valer seu direito. “Por mais que pareça insignificante, que seja uma prática em todo o Brasil, por mais que pareça mesquinharia, esta nossa proposta além de determinar que o estabelecimento comercial devolva o troco integralmente, pretende levar o consumidor a apoderar-se de seu direito, não tendo vergonha de exigi-lo, afinal se trata justamente de um direito", pontua. O projeto de lei estabelece ainda que seja proibida a substituição do troco em dinheiro por outros produtos, se não consentidos, prévia e expressamente, pelo consumidor, e, no caso da confirmação pela substituição, estes também deverão ser fornecidos em benefício do consumidor, nunca a menos; que na falta de cédulas ou moedas para devolução do troco, o fornecedor do produto ou serviço deverá arredondar o valor em benefício do consumidor; e que deverão ser fixados avisos nos estabelecimentos sobre a obrigatoriedade da devolução integral do troco. O deputado Lazinho da Fetagro ressalta que apesar de ser uma prática comum (do troco a menor, ainda que em centavos) tem sido “detida” através de leis já sancionadas em vários Estados como Rio de Janeiro, Mato Grosso, Paraíba, Amazonas, Minas Gerais, São Paulo, dentre outros. "Acreditamos na sanção dessa proposta de Lei por beneficiar o consumidor", comenta o parlamentar.

CONTAG atualiza o cadastro de propriedades; guias de Contribuição Sindical Rural já estão atualizadas...
10/07/2015

CONTAG atualiza o cadastro de propriedades; guias de Contribuição Sindical Rural já estão atualizadas...

A CONTAG atualizou o cadastro de propriedades rurais com base nas informações fornecidas pela Receita Federal referente ao Exercício 2014 - ou seja, segundo a Receita, todas as propriedades que foram atualizadas na declaração do ITR/2014 estão contidas nesta base de dados. Desta forma, as guias de Contribuição Sindical Rural que estão sendo emitidas a partir de hoje (09 de julho de 2015) através do sistema da CONTAG já estão atualizadas. Lembramos ainda que os Sindicatos podem acessar o sistema de arrecadação da CONTAG e emitir uma planilha com o cadastro de propriedades rurais do seu município. Para as federações que queiram o arquivo de todas as propriedades rurais do seu estado, solicitem através de e-mail. FONTE: CONTAG

Lei que beneficia produtores de leite é sancionada
08/07/2015

Lei que beneficia produtores de leite é sancionada

Empresas de beneficiamento e comércio de laticínios de Rondônia estão obrigadas a prestar informações aos produtores de leite, até o penúltimo dia útil do mês, o valor mínimo a ser pago pelo litro do produto no mês subsequente. A determinação foi estabelecida pela Lei 3.571, criada pelos deputados estaduais Lazinho da Fetagro (PT), Ribamar Araújo (PT) e Adelino Follador (DEM), e sancionada pelo governador Confúcio Moura, na última semana de junho. De acordo com os deputados, a Lei atenderá milhares de produtores rurais que não conseguem sobreviver ao preço do leite diante, segundo eles, de uma monopolização. Eles explicam que, habitualmente, os produtores só tomam conhecimento do quanto receberão pela produção entregue no dia do pagamento. “Essa é uma situação angustiante vivida há muito tempo pelos produtores de leite do estado, mas que agora chega ao fim com a legislação instituindo a obrigatoriedade aos laticínios de informarem aos produtores, com antecedência, qual o valor mínimo a ser pago pelo litro do leite no mês seguinte”, ressalta o deputado Lazinho da Fetagro. Para os parlamentares era necessário direcionar uma regulamentação que protegesse a produção de leite das famílias de produtores. “A apresentação do valor a ser pago pelo litro do leite no mês seguinte permitirá ao produtor se programar e organizar melhor sua produção e, assim, garantir o sustento de sua família da forma que lhe convier, sem prejudicar sua produção”, argumentam.

Encontro regional fortalece atuação de educadores (as) populares
08/07/2015

Encontro regional fortalece atuação de educadores (as) populares

Educadores (as) populares do MSTTR de Rondônia participam nesta semana do Encontro Regional da Rede de Educadores e educadoras Populares da Enfoc, em Belém, estado do Pará. O encontro tem o objetivo de fortalecer a atuação da rede de educadores (as) populares de todos os estados da Região Norte, possibilitando que as ações formativas cheguem às comunidades rurais nas bases, reafirmando a estratégia da multiplicação criativa desenvolvida pela escola de Formação Nacional da Contag (Enfoc). A delegação de Rondônia está composta por 15 educadores (as), que representam todos os regionais sindicais do Estado, e sob coordenação da secretária de formação e organização sindical da FETAGRO, Rosiléia Inácio. Participam do evento representantes dos estados: Amazônas, Roraima, Pará, Rondônia, Acre, Amapá e Tocantins. Rosiléia Inácio relata que nestes cinco dias de atividade (06 a 10) todos os participantes estão interagindo e desenvolvendo os trabalhos com metodologia dinâmica, a exemplo de trabalhos em grupo, que proporciona a partilha de experiências. “Desta forma estamos conhecendo a pratica das Redes nos outros estados, compartilhando nossa prática, identificando os resultados da prática da Rede, estudando e aprofundando os conceitos e princípios da educação popular, e reafirmando e pactuando o papel da Rede de Educadores enquanto estratégias para fortalecer as ações do MSTTR”, ressaltou.

FETAGRO e STTR apóiam agricultores na busca da regulamentação de terras
07/07/2015

FETAGRO e STTR apóiam agricultores na busca da regulamentação de terras

Mais de 600 fcultores familiares que vivem e produzem há mais de uma década, em área denominada fazenda Bom Futuro, no Distrito de União Bandeirante, Porto Velho, tomaram importante decisão, na manhã de ontem (06), durante assembleia que contou com a participação do Superintendente Regional do Incra, Luiz Flávio, do vice-presidente e secretário de política agrária, Udo Whalbrink, e do presidente do STTR de Porto Velho, Luiz Pires, para evitar um conflito agrário, uma vez que a famílias se encontram em risco de sofrerem reintegração de posse requerida pelo suposto proprietário da área Sebastião Conti. Esta situação vem sendo acompanhada pela FETAGRO desde o início, tendo participado de todas as reuniões de discussão da questão e intermediado junto às partes envolvidas para que haja solução pacífica e satisfatória, considerando que a região é altamente produtiva; com cerca de 30 mil cabeças de gado, produzindo aproximadamente 25 mil litros de leite dia; cerca de 6 mil sacas de café ao ano; além de uma grande produção de banana, mandioca, milho, arroz e outros produtos da agricultura familiar. Na assembléia de ontem, o superintendente Luiz Flávio trouxe a confirmação de que a área está incluída no âmbito do estudo de atualização do Zoneamento, e que devido a sua localização - em Zona 2 - é possível criar Projeto de Assentamento Sustentável (PDS). Luiz Flávio também assegurou que já foi iniciado o processo de desapropriação da área; e esclareceu que o PDS é a única alternativa para seguir com a desapropriação. “Nosso intuito é pacificar a permanência das famílias no imóvel, evitando futuros conflitos”, disse o superintendente. As famílias ainda contaram com o apoio da FETAGRO e do Sindicato. Luiz Pires ressaltou que “o maior objetivo é evitar conflitos, garantir a tranqüilidade para as famílias e suspender a reintegração de posse”. O diretor da FETAFGRO, Udo, reafirmou o compromisso da entidade em defender a decisão dos agricultores e evitar o cumprimento da reintegração de posse. “A decisão de vocês será a nossa decisão”, afirmou. Após as falas e esclarecimentos, as famílias concordaram com a proposta de criação do PDS e, portanto, consentiram com a desapropriação.

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro