Área Restrita
Marcha das Margaridas
Não à reforma da previdência
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
CONSELHO DELIBERATIVO FETAGRO
14/03/2019

CONSELHO DELIBERATIVO FETAGRO

A Plenária Ordinária do Conselho Deliberativo da FETAGRO, iniciado no dia 12 /03 com encerramento no dia 14/03 no Centro de Formação da FETAGRO em Ji-Paraná. As pautas: analise de conjuntura realizado pela Vice diretora Alessandra Lunas e o Presidente Fabio Menezes. Nesse conselho foi possível informar e assinar alguns Termos de Cooperação Técnica com INCRA para a emissão de DAP em área de Assentamento com a presença do superintendente. Com o Banco do Brasil com a presença dos representantes da pasta Agrícola para a assinatura do correspondente Bancário - COBAN. Foi realizado a prestação de contas e reformulação do financeiro para melhorar a arrecadação da FETAGRO. Foi realizado um debate junto aos cartórios com apresentação da Lei 13.465/2017 que trata do Usucapião extra judicial e seus aspectos legais na pessoa de Wully dos Santos ( cartorária) O festival de prêmios para os sócios dos sindicatos dos trabalhadores (as) rurais que ocorreu no final da tarde do dia 13/03 com o sorteio de: 1 Moto Broz 150, 2 Viagens para Aparecida do Norte e outros roteiros para o casal sócios, 1 Notebook para os sindicatos e R$ 10 mil em Prêmios diversos como: (Rolo arames, Maquina moer Carne, Forno Elétrico, Panela de Pressão Elétrica, Tachos e Panelas de Ferro, Kit cozinha, Edredons de Cama e outros); Na manha do dia 14/03 foi reforçada a importância dos sindicatos mobilizarem para a Marcha das Margaridas que ocorrerá em agosto de 2019. Sobre o Festival de Jovens ( municipais, estadual e nacional) para que os jovens possam se mobilizarem e organizarem as comissões dos jovens trabalhadores rurais.

FETAGRO prestigia Assembleia Geral da Cresol Rondônia
01/03/2019

FETAGRO prestigia Assembleia Geral da Cresol Rondônia

A FETAGRO prestigiou, nesta quinta-feira (28), a Assembleia Geral Ordinária da Cooperativa de Crédito Rural com Interação Solidária - Cresol Rondônia, realizada no espaço para eventos Mediterrâneo, em Ji-Paraná, e que reuniu centenas de seus cooperados de todo o Estado. Representando a Federação e todo o MSTTR, a secretária de política agrícola, Elessandra Dutra, reportou o orgulho do movimento sindical rural em fazer parte da construção do cooperativismo de crédito para a valorização da agricultura familiar por meio da Cresol. Elessandra parabenizou a Cresol e todos os cooperados, destacando a importância da Assembleia para a organização da cooperativa que caminha junto com a Federação e Sindicatos na luta por conquistar e oferecer condições de melhoria de vida no campo, de políticas públicas que assegurem dignidade aos agricultores e agricultoras. A secretária ainda ressaltou o crescimento da instituição que conta com 18 cooperativas e mais de 6 mil cooperados no Estado, e que, desta forma, vem conseguindo promover a inclusão social da agricultura familiar por meio do acesso ao crédito e para um desenvolvimento rural sustentável e solidário, O presidente da Cresol Rondônia, Osvaldo Gouvea, agradeceu a todos pela presença e ressaltou que a Assembleia é um momento onde os sócios da cooperativa se reúnem para discussões estratégicas e decisões democráticas, visando o fortalecimento da Cooperativa de Crédito. A aprovação da prestação de contas das atividades de 2018 e do planejamento de ações para 2019 marcaram a atividade institucional. Os diretores da FETAGRO, Márcio Viana, Sirlene Honória e Izabel de Oliveira, o deputado estadual Lazinho da Fetagro e a presidente da Unicafes Rondônia,Vitalina Orneles, também prestigiaram a Assembleia.

Rondônia participa de seminário sobre metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável
12/02/2019

Rondônia participa de seminário sobre metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável

A Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (CONTAG) realiza nos dias 12 e 13 de fevereiro de 2019, em Brasília, o Seminário Internacional “O papel da Agricultura Familiar no cumprimento das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável – ODS”. O evento conta com um público de aproximadamente 100 pessoas, entre dirigentes da CONTAG, Federações e Sindicatos filiados, bem como representantes da Confederação de Organizações de Produtores Familiares do Mercosul Ampliado (Coprofam) e de organizações do Programa de Diálogo Regional Rural da América Central e República Dominicana (PDRR). O MSTTR de Rondonia se faz presente e com participação ativa nos debates e deliberações, representado pelos diretores da FETAGRO Marcio Viana (Secretário de Politica Agrária), Elessandra Dutra (Secretária de Politica Agricola) e Gil Fagundes (Secretário de Juventude) e Aline Cristine, Secretária de Mulheres do STTR de Rolim de Moura. O Seminário Internacional conta com uma ampla programação. Acontecerão painéis e debates sobre os ODS e as diretrizes da Década da Agricultura Familiar decretadas pelas Nações Unidas; sobre terra, poder e desigualdade na América Latina; possibilidades e desafios para a agricultura familiar, camponesa e indígena; contexto e desafios das mulheres rurais frente à Agenda 2030 para o um desenvolvimento sustentável inclusivo e com equidade de gênero; e principais iniciativas e ações desenvolvidas pelo governo brasileiro e sociedade civil para a implementação dos ODS. O que são os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS)? São 17 Objetivos e 169 metas aprovadas pelas Nações Unidas, envolvendo temáticas diversificadas, como erradicação da pobreza, segurança alimentar e agricultura, saúde, educação, igualdade de gênero, redução das desigualdades, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos oceanos e dos ecossistemas terrestres, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura e industrialização, governança, e meios de implementação. FONTE: CONTAG EDIÇÃO: FETAGRO

CONTAG apresenta preocupações da Agricultura Familiar à ministra Tereza Cristina
12/02/2019

CONTAG apresenta preocupações da Agricultura Familiar à ministra Tereza Cristina

Em audiência na tarde desta segunda-feira (11), a Diretoria da CONTAG apresentou sua preocupação de áreas do meio rural, a exemplo da isenção da taxa de importação do leite; Assistência Técnica e Extensão Rural; Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP); Programa Nacional de Crédito Fundiário; e com Políticas Públicas para o meio rural. Sobre a isenção da taxa de importação do leite, a CONTAG oficializou com a ministra sua insatisfação com a suspensão do governo federal da taxa de importação do leite de 14,8% sobre o produto importado da União Europeia (UE), de 3,9% da Nova Zelândia e o ingresso do leite em pó oriundo do Uruguai. A Direção da CONTAG externou sua preocupação com os recursos destinados para Assistência Técnica e Extensão Rural, inclusive a situação da Agência Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural (ANATER). A transformação ou não da Declaração de Aptidão ao Pronaf em Cadastro da Agricultura Familiar (CAF) é outro ponto que foi apresentado pela CONTAG. E também se o governo vai manter os Sindicatos ligados à Confederação aptos a fazer a Declaração. Hoje 25% das DAPs são emitidas pelos Sindicatos. A CONTAG também reivindicou que as regras do Programa Nacional de Crédito Fundiário reformuladas nos últimos dois anos sejam mantidas pelo atual governo, pela estruturação do INCRA, e a volta e permanência do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), do Conselho Nacional de Desenvolvimento Rural Sustentável (Condraf), do Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural, do Programa de Organização Produtiva para as trabalhadoras rurais, dos programas e polítcas públicas ambientais e para as mulheres rurais, entre outras reivindicações demandadas pelo meio rural. Tereza Cristina prometeu sentar novamente com a Direção da CONTAG no prazo de 15 dias, onde trará respostas às demandas da Agricultura Familiar. “A partir desta conversa abrimos um diálogo com o Ministério, onde defenderemos o conjunto de políticas públicas antes desenvolvidas pelo Ministério do Desenvolvimento Agrária (MDA) e que agora estão no Ministério da Agricultura”, afirmou o presidente da CONTAG Aristides Santos, durante a audiência. O presidente da CONTAG reiterou: “Já solicitamos às nossas Federações que contribuam com a pauta do Plano Safra 2019/2020 para apresentarmos ao governo federal”. Na ida ao Ministério da Agricultura, o secretário de Política Agrícola Antoninho Rovaris e a secretária de Meio Ambiente Rosmarí Malheiros, se reuniram com o diretor de Serviço Florestal Brasileiro Valdir Collato para tratar do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o Programa de Regularização Ambiental. FONTE: CONTAG

Margaridas de Rondônia concluem curso de Formação Politica
11/02/2019

Margaridas de Rondônia concluem curso de Formação Politica

Desta segunda-feira (11) a sexta-feira (15), acontece em Brasília, o III e último módulo do Curso Nacional de Formação Política de Mulheres do MSTTR da Escola Nacional de Formação da Contag (ENFOC), que traz como eixo orientador: Mulheres, vida sindical, conquistas, perspectivas e desafios. Uma semana, onde as mais de 80 participantes defendem: “Nós, mulheres trabalhadoras rurais, agindo coletivamente, reafirmamos o nosso lugar como sujeitos políticos na sociedade e como força política no Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR)”. E as Margaridas de Rondonia, representadas pela Secretária de Mulheres da FETAGRO, Izabel de Oliveira, Secretária Geral do STTR de São Francisco Angélica Dias , Secretária de Mulheres de Campo Novo Maria Idalina Marques Carreira Campos , Secretária de Formação Sindical do STTR Cacoal Regiane Lira, estão presentes e concluem a formação com a expectativa e reafirmação do comprometimento para a construção de um Brasil soberano, democrático, justo, igualitário e livre de violência. De acordo com a Secretaria de Mulheres da CONTAG Mazé Morais este “é momento de resgatar a origem e a história organizativa das mulheres trabalhadoras rurais; refletir sobre as relações de poder e de violência que ainda nos desafiam ; analisar os caminhos que precisamos percorrer para garantir a inserção das mulheres em condições de igualdade no MSTTR... Nesse caminhar, sobretudo em 2019, reafirmamos a importância estratégica da 6º edição da Marcha das Margaridas” FONTE: Assesoria CONTAG Edição: Assesoria FETAGRO