Área Restrita
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
MSTTR debate, avalia e planeja ações de fortalecimento
23/08/2016

MSTTR debate, avalia e planeja ações de fortalecimento

Iniciou nesta manhã o Conselho Deliberativo da FETAGRO que reune toda Diretoria da entidade e os/as conselheiros/as da entidade, que representam todos os Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais filiados, para debates, avaliações e planejamento de ações de fortalecimento do movimento sindical (FETAGRO e STTRs) em prol do desenvolvimento rural sustentável e solidário no Estado de Rondônia. O Conselho segue até quinta-feira (25). Entre os pontos de pauta do Conselho, destaque para: avaliação do Grito da Terra Estadual, Plenária de Estadual de Mulheres, Festival Estadual de Jovens e Eleições 2016. Participam do Conselho a secretária de mulheres da CONTAG e do deputado estadual Lazinho da Fetagro, ambos ex-diretores da Federação com forte representatividade na luta política sindical.

Empoderadas, margaridas seguem em marcha por igualdade de condições
19/08/2016

Empoderadas, margaridas seguem em marcha por igualdade de condições

Força. Coragem. Aprendizado. Companheirismo. Luta. Determinação. Essas são algumas palavras que resumiram o que significou a Plenária de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Rondônia para cada mulher participante. A Plenária reuniu cerca de 80 trabalhadoras rurais dirigentes dos STTRs de municípios de todo o Estado, filiados à FETAGRO, para em três dias debaterem, refletirem e deliberarem por ações que assegurem que as margaridas sigam em marcha por igualdade de condições, na convicção de que a luta é todo dia. A atividade teve como principal objetivo realizar um balanço político da participação das mulheres no movimento sindical rural rondoniense, ao longo de seus 23 anos, com vistas a fortalecer a organização e incidência delas. E, também, em preparação ao VIII Congresso da FETAGRO (CONFETAGRO) e ao 12º Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (CNTTR). Momentos marcantes foram vividos durante a Plenária, como o resgate a história de lutas das agricultoras no movimento sindical. Conduzido pela secretária de mulheres da CONTAG, Alessandra Lunas, e pela secretária da FETAGRO, Izabel de Oliveira, o encontro trouxe ex-dirigentes da Federação que recordaram e reafirmaram a história de luta, as conquistas e os desafios para fortalecer a organização e atuação das mulheres no movimento sindical e na conquista de políticas públicas específicas. Elas aprofundaram o debate sobre a adoção da paridade de gênero em todas as instâncias deliberativas do movimento sindical, construindo estratégias para sua implementação qualificada. Analisaram a situação das mulheres na agricultura familiar e apontaram diretrizes a partir de seus olhares para o desenvolvimento rural com a valorização e reconhecimento da agricultura familiar. Observaram os impactos e desafios para o MSTTR, especialmente para as mulheres, ao fazerem uma análise crítica sobre a conjuntura política, econômica e social do país. “É muito valioso esse resgate da importância do papel da mulher na luta política sindical. Todo diálogo, toda troca de experiências e de saberes contribuiu para a identificação das mulheres dirigentes e de seus anseios; bem como nos estimulou a seguir na busca por direitos, pela igualdade, autonomia e liberdade”, avaliou Alessandra Lunas. Izabel de Oliveira agradeceu a todas pela participação, mas principalmente as parabenizou por suas histórias. Por suas lutas dedicadas ao movimento sindical, ao fortalecimento da agricultura familiar e à conquista de dignidade no campo. Encerrou a Plenária ressaltando o lema da Plenária - Margaridas em marcha por igualdade de condições. A luta é todo o dia. - e o protagonismo de todas. “Saímos desta plenária ainda mais empoderadas para nossas ações política sindicais. Ainda mais decididas e determinadas. Ainda mais convictas de que temos condições, em igualdade, de fazer pelo nosso Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário e de contribuir, de forma decisiva, nos diferentes espaços políticos e sindicais que venham oportunizar melhores condições de vida e trabalho no campo. Pela segurança e soberania alimentar. Pela democracia. Pela justiça social.”, falou a secretária. Troca de mudas Ao final, todas as margaridas anexaram, de forma escrita, um sonho a uma muda de essências florestais e fizeram a troca com outra companheira. Todas levaram as mudas para serem plantadas e cuidadas, para que cresçam e dêem frutos; assim como o sonho de cada uma.

Plenária resgata história de luta das mulheres trabalhadoras rurais
17/08/2016

Plenária resgata história de luta das mulheres trabalhadoras rurais

"Margaridas em marcha por igualdade de condições. A luta é todo dia!” Com esse lema, mais de 80 agricultoras familiares de Rondônia realizam a Plenária Estadual de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Rondônia, de 16 a 18, em Ji-Paraná, sob coordenação da FETAGRO. A Plenária é uma ação de organização e formação das mulheres, sustentada pelo aprofundamento de debates, de reflexões e de planejamento de ações. Esta atividade tem por principal objetivo realizar um balanço político da participação das mulheres no movimento sindical rural rondoniense, ao longo de seus 23 anos, com vistas a fortalecer sua organização e incidência em preparação ao VIII Congresso da FETAGRO (CONFETAGRO) e ao 12º Congresso Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (CNTTR). 1º Dia O encontro foi aberto com uma mística que retratou a luta das mulheres por igualdade, autonomia e liberdade; reforçando também sua participação no movimento sindical. Uma análise crítica sobre a conjuntura política, econômica e social do país foi compartilhada pela secretária de mulheres da CONTAG, Alessandra Lunas, e pelo presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, observando os impactos e desafios para o MSTTR, especialmente para as mulheres. Os momentos seguintes, tarde e início de noite, foram conduzidos na Plenária com as trabalhadoras rurais trazendo suas histórias e sentimentos ao longo da trajetória do MSTTR de Rondônia - STTRs e FETAGRO. O momento foi norteado pela reflexão de suas lutas e conquistas, respondendo De onde Viemos, Onde Estamos e Aonde queremos Chegar; e assim poderem fazer um balanço político da organização e participação das mulheres para se construir coletivamente para a incidência das mulheres e sua contribuição para o fortalecimento do movimento e da agricultura familiar. 2º Dia Neste segundo dia de encontro seguem os debates que recordam e reafirmam a história de luta, as conquistas e os desafios para fortalecer a organização e atuação das mulheres no movimento sindical e na conquista de políticas públicas específicas. Enriquecem este momento, o resgate à importância do papel da mulher na luta política sindical, as companheiras Antônia Teodora (Dora) e Elza Maria, ex diretoras da FETAGRO, que contam como foi a receptividade e a participação das mulheres já nas primeiras diretorias executivas da Federação, no início da organização sindical e da luta pela melhoria de vida no campo. Todo esse diálogo, troca de experiências e saberes, seguramente contribui para a identificação das mulheres dirigentes e de seus anseios; bem como estimulam a busca por direitos, pela igualdade, autonomia e liberdade. Margaridas seguem com debates Aprofundar o debate sobre a adoção da paridade de gênero em todas as instâncias deliberativas do movimento sindical, construindo estratégias para sua implementação qualificada. Analisar a situação das mulheres na agricultura familiar e definir diretrizes a partir de seus olhares para o desenvolvimento rural com a valorização e reconhecimento da agricultura familiar. Esses são temas que as margaridas de Rondônia também aprofundarão na Plenária, que se encerra amanhã (18).

10 ANOS DA ENFOC: EU FAÇO PARTE! Seminário Internacional debate o papel dos movimentos sociais e da...
13/08/2016

10 ANOS DA ENFOC: EU FAÇO PARTE! Seminário Internacional debate o papel dos movimentos sociais e da...

Dirigentes sindicais Rondônia, que também são educadores populares, estão em Brasília participando do Seminário Internacional Movimentos Sociais e Educação Popular na América Latina: perspectivas e desafios da atualidade, iniciado na tarde ontem (12). Este seminário integra as atividades em celebração aos 10 anos da ENFOC, fundada em 14 de agosto de 2006, como um lugar de transformação social. Compõe a comitiva rondoniense a Secretária de Formação e Organização Sindical da FETAGRO, Rosiléia Inácio; a Secretária de Mulheres, Izabel de Oliveira; o presidente do STTR de Seringueiras, Heider Bonfim; a presidenta do STTR de Nova União, Luciene Assi;, o secretário de formação e organização sindical do STTR de Corumbiara, Enivaldo Oliveira; a secretária de mulheres do STTR de Nova Mamoré, Angela Maria Morato; e a secretária de organização sindical da CUT, Sandra Felício. Analisar os processos coletivos de emancipação social neste contexto de investidas contra a democracia e ataque aos direitos e à vida dos trabalhadores e trabalhadoras rurais na América Latina, bem como refletir sobre os desafios da atuação dos movimentos sociais no continente, os limites e potencialidades na construção de novas institucionalidades e articulações em redes. Estes são os objetivos centrais do Seminário que está sendo realizado no auditório da CONTAG, com a presença de mais de 200 pessoas, entre educandos e educandas da VI Turma do Curso Nacional da Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC), dirigentes e assessores sindicais de todos os estados, margaridas e representantes de organizações internacionais que atuam com educação popular e de centrais sindicais. O evento segue até domingo (14). O seminário foi iniciado pulsando a militância e a emoção em todos os(as) participantes, com a belíssima mística feita pela dupla João Bello e Susi Mont Serrat. “Semear os sonhos e repartir o pão... semear o sonho é coragem e fé... Por mais liberdade, por mais democracia, por mais amizade e por um Brasil melhor!”, foi assim que a dupla iniciou a mensagem, e trouxe algumas das expectativas sobre tudo a ser vivido nos próximos dias durante o seminário e nas celebrações do aniversário da Escola. Todos(as) os(as) participantes fizeram uma forte saudação à ENFOC, a sua importância e aos seus 10 anos de atuação, com uma forte salva de palmas e com gritos de “10 anos da ENFOC: eu faço parte!” PROGRAMAÇÃO Ontem, primeiro dia, aconteceram a Abertura Política e o seminário com o prof. Dr. Salvador Schavelzon sobre os contextos políticos na América Latina, destacando o papel dos movimentos sociais e da educação popular frente a essa realidade. Neste sábado (13), serão realizadas duas mesas de debate. Pela manhã, a partir de 8h30, representantes da CONTAG, da COPROFAM, da Marcha Mundial das Mulheres e da Via Campesina irão analisar o contexto político da América Latina, debater e compartilhar as iniciativas dos movimentos sociais e sindicais diante dos novos cenários. À tarde, a partir das 14h, os representantes do CEAAL, da ENFOC e da Rede de Educadores e Educadoras irão refletir sobre o papel da Educação Popular frente aos desafios políticos na atualidade. Ainda no sábado, às 19 horas, haverá a celebração dos 10 anos da ENFOC. Esse promete ser um momento forte, de reafirmação da Escola como um lugar de transformAÇÃO política e de fazer de muitas mãos. Os participantes do Seminário poderão participar do momento de projeção dos sonhos para daqui dez anos, em 2026. Domingo (14), último dia do seminário e dia do aniversário da Escola, haverá pela manhã trabalho em grupos para aprofundar o debate sobre a contribuição da Educação Popular a partir das experiências de atuação das organizações sociais e sindicais, bem como discutir propostas para articular das organizações e movimentos na área da formação política e educação popular. À tarde, a partir das 14h, haverá a socialização do trabalho em grupos, encaminhamentos finais e o encerramento. TRANSMISSÃO AO VIVO Quem tiver interesse em acompanhar os debates, o Seminário será transmitido em tempo real - via internet, nos sites da CONTAG (www.contag.org.br) e da ENFOC (www.enfoc.org.br).

UNIR divulga edital de processo seletivo para Curso de Licenciatura em Educação do Campo
01/08/2016

UNIR divulga edital de processo seletivo para Curso de Licenciatura em Educação do Campo

A Fundação da Universidade Federal de Rondônia (UNIR), por meio da Comissão de Planejamento, Elaboração e Execução do Vestibular do Curso de Licenciatura em Educação do Campo – Ano 2016, torna pública a realização de processo para selecionar candidato/as ao provimento das vagas do Curso de Licenciatura em Educação do Campo da UNIR, na modalidade presencial em regime de alternância. O vestibular será destinado, prioritariamente, a jovens e adultos de comunidades do campo, que tenham o ensino médio concluído; e aos professores em exercício nas escolas do campo, que possuam ou não ensino superior e a outros profissionais da educação em exercício nas escolas do campo. As inscrições para o Processo Seletivo 2016 estarão abertas no período de 9 a 28 de agosto de 2016 e serão efetuadas exclusivamente via internet no endereço eletrônico https://www.certames.unir.br/certameDiscente/. São ofertadas 60 vagas, sendo que 30 são para formação em Ciências da Natureza e as outras 30 para formação em Ciências Humanas e Sociais. A entrada para os classificados neste processo seletivo será no segundo semestre de 2016, em regime de alternância, sendo formado por Tempo Universidade e Tempo Comunidade. A prova será realizada no dia 11 de setembro de 2016 e será composta por questões objetivas de múltipla escolha e redação. O edital completo pode ser acessado abaixo e na página do processo seletivo: http://www.processoseletivo.unir.br/index.php?pag=concursos&id=142. Declaração de vínculo Pelo curso ser destinado a população do campo é exigido aos candidatos para que no ato da inscrição anexe, em campo próprio do sistema de inscrição, declaração de referência oriunda de movimentos sociais ligados ao campo ou órgãos representativos como sindicato rural ou associação de produtores rurais ou produtores rurais ou de órgãos da administração pública direta ou indireta das esferas federal e estadual, que entre suas atribuições legais e regimentais estejam o atendimento às populações do campo, declarando o vínculo do candidato com o campo. A declaração referida somente terá validade se for feita em papel timbrado, assinada pelo representante da entidade e com firma reconhecida em cartório, sendo que a não apresentação da mesma, acarretará o indeferimento da inscrição. Fonte: UNIR

Plenária Estadual de Mulheres irá destacar o papel da trabalhadora rural no MSTTR e na agricultura...
12/08/2016

Plenária Estadual de Mulheres irá destacar o papel da trabalhadora rural no MSTTR e na agricultura...

Mulheres agricultoras familiares, dirigentes do MSTTR de Rondônia, estarão reunidas, de 16 a 18, no Centro de Formação de Agricultores da FETAGRO, em Ji-Paraná, para a Plenária Estadual de Mulheres Trabalhadoras Rurais. O evento é uma realização da FETAGRO, CONTAG e STTRs. A Plenária é uma ação de organização e formação das mulheres, sustentada pelo aprofundamento de debates, de reflexões e de planejamento de ações. Esta atividade tem por principal objetivo realizar um balanço político da participação das mulheres no movimento sindical rural, com vistas a fortalecer sua organização e incidência em preparação ao VIII Congresso da FETAGRO (CONFETAGRO)...

Reconhecimento e diversão para Terceira Idade do Regional Zona da Mata
11/08/2016

Reconhecimento e diversão para Terceira Idade do Regional Zona da Mata

O salão de festas do balneário Sitio do Zé, em Novo Horizonte, esteve lotado na última quarta-feira(10), com a presença de centenas de agricultores e agricultoras familiares da terceira idade e idosos e (as) para um dia de bom diálogo e confraternização. Assim tem sido a marca dos Encontros da Terceira Idade já realizados pela FETAGRO e STTRs em Regionais Sindicais no Estado. Novo Horizonte sediou o segundo encontro, pelo Regional Zona da Mata. O primeiro ocorreu no dia 5 de agosto, em Alvorada do Oeste, pelo Regional Centro. Mais quatro encontros devem acontecer, sendo pelos Regionais Cone Sul, 429, Jaru e Porto velho/Ariquemes. Para os dirigentes da Federação e dos Sindicatos participantes, que compõem cada regional, aquele momento se dá pelo reconhecimento...

Regional Centro abre jornada de Encontros da Terceira Idade
03/08/2016

Regional Centro abre jornada de Encontros da Terceira Idade

Reconhecer e valorizar a história de lutas e conquistas do MSTTR por meio do importante papel dos trabalhadores e trabalhadoras rurais da terceira idade. Essa é a ênfase dos Encontros Regionais da Terceira Idade, que começam a ser realizados em todos os Regionais do Movimento Sindical Rural, a partir desta sexta-feira (05). O primeiro encontro será promovido pelo Regional Centro, que reúne os municípios de Urupá, Ji-Paraná, Presidente Médici, Castanheiras e Alvorada do Oeste, com expectativa de presença de mais de 300 pessoas, para um dia de debates, reflexão e confraternização. O município de Alvorada do Oeste sediará o evento, no Clube da Sucam, com início às 9 horas e encerramento previsto para as 18 horas. De acordo...

FETAGRO e CUT promovem seminário sobre organização sindical
02/08/2016

FETAGRO e CUT promovem seminário sobre organização sindical

FETAGRO e CUT Rondônia promovem, dias 2 e 3, em Ji-Paraná, Seminário Estadual de Organização Sindical para dirigentes de Sindicatos Urbanos e Rurais, com objetivo principal de esclarecer e sanar dúvidas sobre os procedimentos para o Registro Sindical, sobre as exigências das portarias com atas e editais de convocação e organização interna de arquivos e outras ações organizativas. Em início de atividades, a vice-presidente da CUT Nacional Carmem Foro, o secretário de Relações de Trabalho da CUT/RO Antônio de Paula, e o presidente da FETAGRO Fábio Menezes fizeram análise de conjuntura política e econômica nacional e estadual, consensuando sobre os desafios que a classe trabalhadora...

Comissão do GTE e Basa negociam pauta de reivindicações
25/07/2016

Comissão do GTE e Basa negociam pauta de reivindicações

A negociação das reivindicações e proposições do Grito da Terra Estadual com o Banco da Amazônia (Basa) aconteceu na última sexta-feira (22), sede da FETAGRO, com a presença do superintendente Wilson Evaristo e o gerente da agência em Ji-Paraná Jonas Ferreira. Com cinco pontos principais, a pauta foi discutida com responsabilidade e sensatez pela Comissão de Negociação, formada por dirigentes dos Sindicatos, e sob coordenação do presidente da Federação Fábio Menezes. Afirmando que o Basa tem o compromisso de aplicar políticas públicas para a agricultura familiar, o superintendente Wilson Evaristo, garantiu que o banco dará prioridade às demandas do segmento e firmou...

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro