Área Restrita
Não à reforma da previdência
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
7ª Turma do Curso Nacional da Enfoc: educandos(as) debatem a organização da sociedade e origens das...
15/08/2018

7ª Turma do Curso Nacional da Enfoc: educandos(as) debatem a organização da sociedade e origens das...

No dia em que é celebrado o 12º ano de existência da Escola Nacional de Formação da CONTAG (Enfoc) e no mês em que se completa 35 anos do assassinato de Margarida Alves, 110 educandos e educandas de todo o País iniciam sua caminhada na 7ªTurma do Curso Nacional de Formação em Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário. Integram esta turma a secretária de formação e organização sindical da FETAGRO, Rosiléia Inácio, e os dirigentes Sidnei Evencio (STTR de Presidente Médici) e Noemi Furtado (STTR de Porto Velho) O 1º módulo do curso será realizado em oito dias de intensos diálogos e vivências, entre os dias 14 e 21 de agosto de 2018, no Centro de Estudos Sindicais (Cesir) da CONTAG. Um dos objetivos desta formação é proporcionar uma formação política que fortaleça e qualifique a atuação do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), na disputa de políticas e projeto de sociedade, enfatizando a importância do Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS) para a construção de qualidade de vida no campo e do respeito às especificidades dos povos do campo suas pautas, identidades e lutas, além de contribuir para fortalecer e consolidar a Rede de Educadores e Educadoras Populares da Enfoc. Neste módulo, os(as) participantes debaterão conceitos e conteúdos sobre as formas de organização da sociedade ao longo da história, analisando as características dos projetos de sociedade em disputa e promovendo o entendimento sobre como se configurou o atual modelo de desenvolvimento capitalista. Além disso, são estudadas as relações entre a ocupação espacial, a construção da identidade dos sujeitos do campo e as lutas populares, assim como as origens das desigualdades de gênero, de classe e de raça/etnia, bem como a construção dos mecanismos e manifestações destas desigualdades presentes na sociedade. Debate de peso Antes mesmo de subirem ao auditório Margarida Alves para iniciar os trabalhos, os(as) participantes passaram por momento de integração no qual expressaram suas expectativas e sentimentos. Na mística de abertura, o contato e a percepção do outro foi incentivada quando, de mãos dadas e formando um “caracol”, os educandos e educandas puderam olhar nos olhos uns dos outros, para se reconhecerem como indivíduos e como integrantes de um grupo. A matriz pedagógica do curso inclui a participação de professores, educadores(as) populares e pesquisadores, assim como momentos de trabalhos em grupo, oficina de capacitação sobre o ambiente virtual de aprendizagem e momentos para assistir filmes relacionados à temática do curso e de conexão com o corpo, como alongamentos. Para dialogar sobre a atual conjuntura política e analisar o processo que desencadeou o golpe de 2016 e suas implicações para a classe trabalhadora, foi convidado o filósofo e ex-chefe de Gabinete do presidente Lula e ex-ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República da presidenta Dilma Rousseff, Gilberto Carvalho. Carvalho destacou a importância da formação para o processo de resistência necessário neste momento histórico em que o capital internacional, empresas petrolíferas e a elite nacional estão juntas para acabar com as chances de retorno de um projeto político inclusivo, democrático, solidário, feito por e para todos os brasileiros e brasileiras. Para ele, lutar pelo direito a Lula ser candidato é parte fundamental deste processo, pois o ex-presidente representa a certeza do povo de que é possível construir um Brasil onde os pobres tenham perspectivas de ter uma vida digna. No debate, os(as) participantes reforçaram as ideias trazidas por Gilberto Carvalho, e acrescentaram questões como a necessidade de olhar com atenção as alianças políticas feitas nos estados, assim como de trabalhar junto aos(às) trabalhadores(as) e juventude da base as escolhas para seus representantes, para que golpistas e pessoas que votaram contra a classe trabalhadora não permaneçam, ou não subam, ao poder. “O trabalho de formação é fundamental para fortalecer a consciência de a nossa luta é de classe e que todos precisamos estar unidos nesse propósito”, afirmou a assessora da FETAG-RS Anajá Teixeira. Nos próximos dias O tema da ocupação espacial e territorialidade – sua caracterização, diversidade, modos de vida, lutas e disputas territoriais – será abordado pela professora da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) Socorro Silva, que também falará sobre Estado e poder político na contemporaneidade, juntamente com o professor da UFCG José Marciano. A educadora da Escola Quilombo dos Palmares (EQUIP) Joana Santos contribuirá para a compreensão sobre a origem do patriarcado, suas ideologias e expressões na atualidade desde a perspectiva de classe, gênero e raça, e a professora da Universidade de Brasília Eliene Novaes falará sobre o que é um movimento social, suas diferentes formas de organização e de lutas e quais são suas apostas frente ao atual contexto. A reflexão sobre a importância da formação de base e da atuação militante diante do contexto histórico, social e político será feita por meio de um dialogo pedagógico com o Educador Popular do Centro de Educação Popular do Instituto Sedes (CEPIS) Ranulfo Peloso. O Feminismo e a Sucessão Rural serão temas de rodas de conversas com a secretária de Mulheres da CONTAG, Mazé Morais, e a secretária de Jovens da CONTAG, Mônica Bufon. Para refletir sobre as matrizes conceituais da Educação Popular e da Educação do Campo como bases fundantes da construção de um projeto popular de sociedade, será realizada uma exposição e debate com a pesquisadora da Universidade Federal Fluminense Inez Helena Garcia. Fonte: Assessoria CONTAG

FETAGRO CONTRATA – CARGOS: Pedagogo, Assistente Social, Sociólogo e Antropólogo
13/08/2018

FETAGRO CONTRATA – CARGOS: Pedagogo, Assistente Social, Sociólogo e Antropólogo

A FETAGRO comunica que está recebendo currículos para a contratação de profissional habilitado em uma destas áreas: Pedagogia, Assistência Social, Sociologia e Antropologia. Exige-se cumprimento de carga horária de 44 horas semanais, disponibilidade para viagens, portar Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e prática na condução de veículos. Outras informações acerca contratação e das atribuições dos cargos serão detalhadas em entrevista, após seleção de currículos. Interessados deverão enviar currículo, até o dia 20 de agosto, para fetagro@fetagro.org.br e/ou entrar em contato com a entidade pelo telefone 69 3421-5985 ou na sede administrativa, localizada na rua Padre Adolfo Rohl, 696, bairro Casa Preta, Ji-Paraná/RO.

FETAGRO E STTRs participam de oficina sobre a organização da produção e mercado
07/08/2018

FETAGRO E STTRs participam de oficina sobre a organização da produção e mercado

Dirigentes sindicais da FETAGRO e STTRs participam de 06 a 10, em Manaus, da Oficina Regional sobre Parcerias e Cooperações para o Fortalecimento da Agricultura Familiar. A atividade é promovida pela CONTAG e Federações da Região Norte com o objetivo de discutir, apresentar subsídios e construir estratégias para superar os desafios da organização da produção e de acesso a mercados. Para isso, busca-se o fortalecimento de parcerias e cooperações entre organizações da agricultura familiar e outras entidades e instituições. A construção de uma agenda de trabalho nos Estados, focada na coletividade para o desenvolvimento dos sujeitos do campo e da cidade, com ênfase no cooperativismo e associativismo, está entre as principais propostas da oficina. Representam Rondônia na atividade os diretores da FETAGRO Elessandra Dutra, secretária de política agrícola, e José Carlos (Carlinhos), secretário de finanças; o presidente do STTR de Ji-Paraná, Ernesto Ferreira; a presidente do STTR de São Miguel, Marcília Simas; o presidente do STTR de Presidente Médici, Gilson Abreu; a vice-presidente do STTR de Pimenta Bueno, Debora Sfalcini; a secretária de mulheres do STTR de Rolim de Moura, Aline Santos; a presidente da Unicafes Rondônia, Vitalina Orneles; o presidente da Coopeafes, Everton Barboza; a assessora da FETAGRO, Debora Massaro; e os representantes de cooperativas Veronice Zarista, João Inácio, João Márcio, Silvan Marinho e Milton Reis. Saiba mais: http://www.contag.org.br/index.php?modulo=portal&acao=interna&codpag=101&id=13096&nw=1&mt=1&in=1

Jovens rurais reafirmam compromisso com o Jovem Saber, na resistência e transformação do País
03/08/2018

Jovens rurais reafirmam compromisso com o Jovem Saber, na resistência e transformação do País

Depois de três dias de debates, proposições e troca de experiências no Encontro Nacional do Jovem Saber, os mais de 380 jovens de todo o País reafirmaram o seu protagonismo e a sua vontade em fortalecer o movimento sindical e representar com força e de forma qualificada os agricultores e agricultoras familiares brasileiros(as). Representaram o MSTTR de Rondônia, no encontro, os jovens dirigentes sindicais: Gilmar Fagundes, secretário de Juventude Rural da FETAGRO, Maria Lopes (STTr de Ji-paraná), Eudes Vilela e Tatiane Fedriche (STTR de Presidente Médici), Wellinghton Orives (STTR de Urupa), Jhose Luciano (STTR de Alvorada), Joseph Colombo (STTR de Cerejeiras), Letícia do Carmo (STTR de Jaru), Larissa de Almeida (STTR de Porto Velho) e Diemerson Jesus (STTr de Buritis). A manhã desta sexta-feira (03), último dia do Encontro Nacional do Jovem Saber foi iniciada com uma mística política forte e emocionante sobre o Dia Internacional da Juventude e da morte de Margarida Alves, celebradas no dia 12 agosto. Em seguida, foi feita a leitura do documento de compromissos pela Comissão Nacional de Jovens Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (CNJTTR) para o Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), representados ali pelo presidente da CONTAG, Aristides Santos, e pela secretária de Jovens, Mônica Bufon. O documento contextualiza a atual situação política e econômica do País, principalmente quanto aos retrocessos que impactam direta e indiretamente a vida dos agricultores e agricultoras familiares. “A luta que enfrentamos é a luta de classes! Este cenário demanda ações estratégicas e compromissos da juventude rural. É fundamental definir qual a sociedade e o desenvolvimento que queremos, garantir a produção de alimentos saudáveis e a soberania alimentar nacional, fortalecer as alianças entre os meios urbano e rural, unificar o nosso posicionamento frente às eleições de 2018, e intensificar as mobilizações de massa desde a base para superar as barreiras impostas pelo neoliberalismo”, traz um dos trechos do documento. Para concretizar essas estratégias de luta, a juventude rural presente estabeleceu alguns compromissos, como a criação de uma turma do Jovem Saber em sua comunidade, animar o processo de formação de grupos, intensificar a divulgação e expansão do programa, integrar o Jovem Saber aos Grupos de Estudos Sindicais (GES), entre outros. Já empolgados com toda a construção e experiências vivenciadas nestes dias, a mística de encerramento também emocionou a todos e todas. O presidente da CONTAG deixou uma mensagem sobre o cuidado próprio e com o próximo e de reconhecimento da juventude rural como agente de transformação, de compromisso e de resistência. “Vocês, jovens, precisam transformar essa indignação própria de vocês na luta por mudanças no País. Precisam transformar a realidade. Vocês são capazes disso!”, disse Aristides. A secretária de Jovens da CONTAG, muito emocionada, encerrou a atividade muito feliz e realizada com os resultados obtidos. “Foi bonito ver o envolvimento da juventude rural em todos os momentos. Foram debates qualificados, experiências inspiradoras e conseguimos fazer um diagnóstico que nos dará base para o nosso trabalho de organização da juventude rural brasileira”, avalia Mônica Bufon. Ainda como resultado do Encontro, a juventude rural decidiu pela elaboração de uma moção de apoio aos companheiros e companheiras que aderiram à greve de fome, ação da Jornada Nacional de Lutas pela democracia e libertação do ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva. Esta moção será entregue neste sábado (04) por uma comissão da CONTAG. Fonte: Assessoria CONTAG

FETAGRO sela parceria com a Agência Internacional de Cooperação Amazônica
27/07/2018

FETAGRO sela parceria com a Agência Internacional de Cooperação Amazônica

A FETAGRO, apoiada na compreensão de que aAgência Internacional de Cooperação Amazônica (AICA) é um conceito de cooperação inovador, voltado à melhoria da gestão e ordenamento territorial na Amazônia a partir de ações entre atores nacionais e internacionais preocupados com as mudanças climáticas, desenvolvimento da agricultura e suas múltiplas relações com a conservação de florestas tropicais, assinou Termo de Adesão à AICA, na última quinta-feira (26), em ato realizado no Centro de Formação de Agricultores, em Ji-Paraná. Vinculada àCoordenação de Programas do Centro de Estudos Rio Terra (CES Rio Terra), a Agência atua como articuladora e facilitadora de iniciativas que conciliem interesses e integra ações em prol do desenvolvimento da agricultura e da conservação da Amazônia, buscando a ampliação da escala e a eficiência nesses processos; propicie ações que resultem em melhoria social, econômica e ambiental, gerando oportunidades de negócios, trabalho e renda associadas à conservação e desenvolvimento da agricultura; contribui para formulação e implementação de políticas públicas e instrumentos socioeconômicos que favoreçam práticas de gestão e ordenamento territorial; e desenvolve ações de conscientização e sensibilização da sociedade acerca da necessidade de conservação da Amazônia e como isso pode ser alcançado a partir de formas sustentáveis de uso e ocupação dos solos. Para isso, a AICA conta com a participação de entidades que atuam junto aos mais diferentes segmentos existentes no espaço amazônico como extrativistas, indígenas, ribeirinhos, agricultores familiares, entidades conservacionistas onde atuam de forma articulada e em sinergia para o desenvolvimento social, econômico e ambiental. “Aderir a AICA é apoiar o fortalecimento de centenas de entidades que atuam para melhorar os aspectos de conservação da floresta e para maior justiça social na Amazônia”, disse ocoordenador de programas da Rio Terra, Alexis Bastos, agradecendo a parceria firmada com a FETAGRO. O presidente da FETAGRO, Fábio Menezes, disse que juntar-se a AICA foi uma aceitação de todo o Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais com o entendimento de que “compondo essa importante agência nós conseguiremos levar as demandas do Estado, apresentar projetos diretamente à entidades financiadoras e atender desafios como a organização da produção, a recuperação de áreas degradas, a utilização de novas tecnologias e, principalmente, a organização social e o fortalecimento das associações e sindicatos, através desses futuros projetos encaminhados pela AICA”. Destacou também que “outra importante razão da união à agência é a possibilidade de fortalecer as parcerias institucionais aqui em Rondônia, através da Rio Terra, Ecoporé e outras instituições que trabalham pela agricultura familiar”.

FETAGRO intermedeia em audiência que discutiu impasses do ITR
30/07/2018

FETAGRO intermedeia em audiência que discutiu impasses do ITR

A FETAGRO participou hoje (30), em Ji-Paraná, de audiência pública que discutiu sobre o Imposto Territorial Rural (ITR) e a necessidade de esclarecimentos acerca da transferência de competência de fiscalização do imposto à prefeitura, por meio de convênio firmado em 2015; de notificações e cobranças aos agricultores familiares retroativas ao convênio; e cobranças aos agricultores isentos do pagamento do ITR. A audiência, que reuniu centena de agricultores familiares, foi promovida pela Câmara de Vereadores, por indicação da vereadora Claudia de Jesus (PT), ao atender pedido do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais. Estiveram presentes nas discussões representantes da Receita Federal e da Prefeitura...

Projeto Plantar Rondônia é lançado em Ji-Paraná
27/07/2018

Projeto Plantar Rondônia é lançado em Ji-Paraná

Apoiar a regularização ambiental das propriedades rurais da agricultura familiar com ganhos ambientais, sociais e econômicos. Este é o objetivo do Projeto Plantar Rondônia, lançado na quinta-feira (26), em Ji-Paraná. O lançamento foi realizado no Centro de Formação de Agricultores/FETAGRO, em ato que reuniu agricultores familiares de todo o Estado. O projeto Plantar Rondônia é uma realização do Centro de Estudos (CES) Rioterra, em cooperação com a Ação Ecológica Guaporé - Ecoporé e Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares de Rondônia - FETAGRO, com a parceria da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental - SEDAM e apoio financeiro do Banco...

STTR de Andreazza passa a operar o SIG Parceiro/Cresol
27/07/2018

STTR de Andreazza passa a operar o SIG Parceiro/Cresol

O STTR de Ministro Andreazza é o primeiro dos sindicatos vinculados ao MSTTR a assinar Termo de Cooperação com a Cresol Rondônia para operacionalizar o Sistema Informatizado de Gestão (SIG) Parceiro. A parceria foi firmada na noite da última quinta-feira (26) e prestigiada pela FETAGRO e demais sindicatos filiados à Federação. Esta iniciativa cumpre resolução do Conselho Deliberativo da FETAGRO, realizado de 25 a 27 de julho, em Ji-Paraná, e que aprovou por unanimidade a adesão dos Sindicatos, nos municípios que sediam a Cresol, ao SIG Parceiro. A proposta veio encaminhada pelo Coletivo Estadual de Finanças, ocorrido no mês de maio. O secretário de Finanças da FETAGRO, José Carlos (Carlinhos), ressalta que a...

NOTA DE PESAR - MARGARIDA EDIANE BARBOSA E FILHA
27/07/2018

NOTA DE PESAR - MARGARIDA EDIANE BARBOSA E FILHA

A FETAGRO lamenta profundamente o falecimento da companheira capixaba Ediane Barbosa e de sua filha Maria Luiza, de 12 anos, nesta quinta-feira (26),em conseqüência de acidente automobilístico trágico que ainda feriu outros dois filhos de Ediane e sua nora, que encontram-se internados, em estado grave. Ediane Barbosa é agricultora familiar do município de Mantenópolis/ES, atualmente estava secretária de Finanças do STTR e integrava a Diretoria Ampliada da Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares (FETAES). Foi secretária de Mulheres da FETAES. Neste período, integrou a Comissão Nacional de Mulheres Trabalhadoras Rurais da CONTAG e participou ativamente da construção da última edição...

STTR de Alvorada comemora 28 anos de lutas e conquistas
23/07/2018

STTR de Alvorada comemora 28 anos de lutas e conquistas

Marcada por um grande público, resgate histórico, homenagens, almoço, sorteio de prêmios e muita confraternização. Desta forma foi realizada a festa de comemoração dos 28 anos de fundação do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais do município de Alvorada do Oeste (STTR de Alvorada), no último sábado (21). Muito prestigiado, o momento reuniu mais de 600 agricultores (as) para celebrarem as quase três décadas de importantes lutas e grandes conquistas alcançadas pelo trabalho dedicado do Sindicato para com os trabalhadores e trabalhadoras rurais, sócios e sócias e com a agricultura familiar. Estiveram presentes também: o presidente da FETAGRO, Fábio Menezes; a secretária de...

RETICÊNCIA POLÍTICAS  -  Por Itamar Ferreira
19/07/2018

RETICÊNCIA POLÍTICAS - Por Itamar Ferreira

Marcha das Margaridas demonstra a importância do feminismo para construção de uma sociedade mais justa A Marcha das Margaridas é um evento que reúne periodicamente milhares e milhares de mulheres em Brasília, que tem como data referencial o dia 12 de agosto, e foi realizado pela primeira vez em 2000. Ao todo, já teve cinco marchas, em 2003, 2007, 2011e 2015, esta última reuniu o impressionante número de 100 mil mulheres marchando na Capital Federal. A próxima Marcha será em agosto de 2019 e a mobilização das mulheres de todo Brasil para participarem deste movimento já começou. Em Porto Velho foi realizado nesta quarta-feira (18) o lançamento do movimento de organização da Marcha das Margaridas 2019. Margarida é...

Inauguradas habitações do Assentamento Àguas Claras em Vilhena
16/07/2018

Inauguradas habitações do Assentamento Àguas Claras em Vilhena

Sonho da casa nova realizado para 27 famílias de agricultores familiares do Assentamento Àguas Claras, em Vilhena! No último sábado (14) foi realizado ato de inauguração das casas das famílias beneficiadas, com participação da diretoria do STTR de Vilhena, do diretor da FETAGRO Gil Fagundes, e do assessor regional do mandato do deputado Lazinho da Fetagro Teófilo Santana. Cada família possui agora uma casa com estrutura melhor, sendo quase 60 metros quadrados, em alvenaria, contendo dois quartos, sala, banheiro social, cozinha e área de serviço. Gil Fagundes destacou que a FETAGRO teve a satisfação de poder, junto com o sindicato, trabalhar na construção dessas casas que agora trazem qualidade de vida para os agricultores....

Dirigentes buscam resultados positivos ao PAA e PNHR em audiências com ministérios
12/07/2018

Dirigentes buscam resultados positivos ao PAA e PNHR em audiências com ministérios

A luta pelo desenvolvimento rural sustentável e solidário, como garantia de dignidade no campo e do fortalecimento da agricultura familiar segue movendo as ações do MSTTR em Rondônia. Nesta quarta-feira (11) o presidente da FETAGRO Fábio Menezes, acompanhado dos dirigentes Ernesto Ferreira, presidente do STTR de Ji-Paraná, Marcilia Simas, presidente do STTR de São Miguel, João Matias, presidente do STTR de Jaru, Denes Pereira, do STTR de Rolim de Moura, e Celso Giufrida, do STTR de Alvorada do Oeste, e do senador Acir Gurgacz, participou de audiências no Ministério das Cidades, para debater acerca da contratação de novas unidades habitacionais, e no Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) para tratar sobre o corte no orçamento do PAA....

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro