Área Restrita
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
Agrotóxicos: ANVISA divulga lista dos alimentos com maior nível de contaminação
26/07/2016

Agrotóxicos: ANVISA divulga lista dos alimentos com maior nível de contaminação

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) liberou uma lista com alimentos considerados saudáveis por todos, mas que em testes exibiram alto nível de contaminação por agrotóxicos. Para fazer o levantamento, a Anvisa levou em consideração dois pontos fundamentais: 1) Teores de resíduos de agrotóxicos acima do permitido; 2) Presença de agrotóxicos não autorizados para o tipo de alimento. O Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos de Alimentos analisou quase 2.500 amostras de 18 tipos de alimentos nos estados brasileiros. O resultado das análises é preocupante: cerca de 1/3 dos vegetais que o brasileiro mais consome apresentaram resíduos de agrotóxicos acima dos níveis aceitáveis. Se você acha que frutas e legumes eram saudáveis, é melhor rever seus conceitos. Ao invés de nutrientes, você pode estar ingerindo produtos tóxicos que fazem muito mal para sua saúde. Os agrotóxicos são amplamente utilizados no campo para proteger as plantações de pragas. Um levantamento de 2010 indica que só naquele ano foram usadas 1 milhão de toneladas de agrotóxicos em plantações no país. Isso dá cerca de 5 kg para cada brasileiro. Na lista, quase todas as amostras coletadas de pimentão apresentavam contaminação acima do aceitável. Só a batata se salvou, não apresentando nenhum lote contaminado. Consumo de alimentos contaminados pode causar câncer A Anvisa alerta os consumidores para os riscos de se ingerir agrotóxicos. Segundo o órgão, o consumo prolongado e em quantidades acima dos limites aceitáveis pode acarretar vários problemas de saúde. Uma menor exposição pode causar dores de cabeça, alergias e coceiras, enquanto uma exposição maior pode causar distúrbios do sistema nervoso central, mal formação fetal e câncer. A Academia Americana de Pediatria conduziu um estudo com mais de mil crianças, onde 119 apresentaram transtorno de déficit de atenção. Essas 119 crianças passaram por exames mais detalhados e constatou-se que seus organismos tinham organofosforado (molécula usada em agrotóxicos) acima da média.

Comissão do GTE e Basa negociam pauta de reivindicações
25/07/2016

Comissão do GTE e Basa negociam pauta de reivindicações

A negociação das reivindicações e proposições do Grito da Terra Estadual com o Banco da Amazônia (Basa) aconteceu na última sexta-feira (22), sede da FETAGRO, com a presença do superintendente Wilson Evaristo e o gerente da agência em Ji-Paraná Jonas Ferreira. Com cinco pontos principais, a pauta foi discutida com responsabilidade e sensatez pela Comissão de Negociação, formada por dirigentes dos Sindicatos, e sob coordenação do presidente da Federação Fábio Menezes. Afirmando que o Basa tem o compromisso de aplicar políticas públicas para a agricultura familiar, o superintendente Wilson Evaristo, garantiu que o banco dará prioridade às demandas do segmento e firmou compromissos. Em relação à reivindicação de liberação do Pronaf, houve a confirmação de que 15% das operações serão para o Pronaf Mulher, e a garantia do atendimento às demandas que serão apresentadas pelos Sindicatos, bem como das demandas do Pronaf Jovem. Sobre a planilha para financiamentos para produções agroecológicas, com diversidade de culturas, obteve a confirmação que a partir desta segunda-feira, dia 25, já estarão disponibilizadas no site do banco. Outra confirmação foi de que a liberação de crédito deverá ser concedida no prazo de 30 dias, após vistoria prévia da equipe técnica da agência. De acordo com a Comissão, a negociação foi positiva com compromissos importantes firmados. “Vamos continuar com o bom diálogo com o Basa e assegurar que o banco atue, de fato, com prioridade com a agricultura familiar. Estamos confiantes de que seremos atendidos com as demandas do Pronaf Mulher e Jovem”, disse Fábio Menezes. Resolução 4315 Discutiu-se ainda sobre a Resolução 4315/2014 do Banco Central que determina condições de liquidação de operações de crédito, com descontos, e autoriza a renegociação das operações de Pronaf. A amortização mínima é de 10% do saldo devedor atualizado e terá carência de 1 ano para começar o reembolso que poderá ser parcelado em até 10 anos. Os clientes que não renegociaram suas dívidas até o fim do ano passado podem procurar as agências do Banco da Amazônia até o dia 31 de dezembro de 2016. Os clientes que procurarem as agências para renegociação poderão fazer a atualização do saldo devedor sem a incidência de bônus da adimplência, rebate, multa, mora e demais encargos de inadimplemento.

Inicia 2º módulo da ENFOC Estadual
18/07/2016

Inicia 2º módulo da ENFOC Estadual

Iniciou nesta segunda-feira (18) o 2º módulo de formação político sindical para a 5ª Turma Estadual da Escola Nacional de Formação da CONTAG - ENFOC. O curso acontece de 18 a 22, no Hotel fazenda Minuano, em Presidente Médici, sob coordenação da Secretaria de Formação e Organização Sindical da FETAGRO e da Rede de Educadores e Educadoras Populares de Rondônia. Este módulo está sendo norteado pelo tema Vida Sindical: História, Concepção e Prática Sindical. Neste primeiro dia, destaque para o debate sobre a realidade política e econômica do Brasil e o despertar para a necessidade de luta em defesa dos direitos da categoria e toda sociedade, com a participação do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT). O curso, iniciado em abril, reúne participantes de todo o Estado, a maioria vinculados aos Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs), comprometidos com a luta sindical pela organização e fortalecimento da categoria que busca a transformação de realidades com a emancipação dos sujeitos e a conquista do desenvolvimento rural sustentável e solidário. A formação da 5ª turma estadual integra um conjunto de ações, em um momento especial para a Enfoc, que comemora, no mês de agosto, 10 anos de trabalho formativo. Programação Nos próximos quatro dias de curso, os trabalhos formativos serão realizados com base em temas como: origem e concepção do MSTTR no Estado; prática e reorganização sindical; e gênero e patriarcado. Como prática pedagógica será realizada uma visita no STTR de Ji-Paraná e a uma família sócia ativa do Sindicato, para que sejam observadas as práticas sindicais, bem como a representatividade do Sindicato com sua base.

Diretoras e assessoras fortalecem debates na Plenária de Mulheres da Região Norte
13/07/2016

Diretoras e assessoras fortalecem debates na Plenária de Mulheres da Região Norte

Diretoras da FETAGRO Izabel de Oliveira (secretária de mulheres), Tamara da Silva (secretária geral), Creonice Vilarim (secretária de meio ambiente), Rosiléia Inácio (secdretária de formação e organização sindical), e Elessandra Dutra (secretária de política agrícola) e as assessoras Débora Massaro e Ana Paula Siqueira compõem com a sindicalista Elza Maria, de Rolim de Moura, a delegação de Rondônia na Plenária de Mulheres da Região Norte, que acontece de 12 a 15, em Manaus/AM. A plenária é uma organização da CONTAG, por meio da secretaria de mulheres, e Federações. Nossas agricultoras familiares e dirigentes sindicais contribuem com as companheiras dos demais estados da região nos debates, reflexões e planejamento de ações acerca da participação das mulheres no movimento sindical rural, com vistas a fortalecer sua organização e incidência. Fazer uma reflexão sobre a história de luta das mulheres; fortalecer os espaços de organização e luta articulada entre as mulheres dirigentes; construir posicionamento político e propostas unitárias entre as mulheres; analisar situação das mulheres na agricultura familiar e definir diretrizes a partir de seus olhares; e aprofundar o debate sobre a adoção da paridade de gênero em todas as instâncias deliberativas do movimento sindical, construindo estratégias para sua implementação estão entre os objetivos da Plenária. A secretária de mulheres da Fetagro, Izabel de Oliveira, reforça que o encontro proporciona a troca de experiências e conhecimento a partir de resgates das histórias de luta das mulheres no movimento sindical, com uma socialização política de cada estado sobre os momentos que marcaram a luta das mulheres em cada estado da região, suas principais conquistas e desafios históricos e atuais, além dos caminhos percorridos neste processo para a construção da participação política das trabalhadoras rurais no MSTTR.

Grito da Terra obtém conquistas e firma diálogos
08/07/2016

Grito da Terra obtém conquistas e firma diálogos

O Grito da Terra Estadual, organização e mobilização da classe trabalhadora rural na agricultura familiar para a busca de políticas públicas que assegurem desenvolvimento rural com trabalho e vida digna no campo, confirmou ser a data base de negociação com o poder público constituído e principal instrumento para o atendimento de reivindicações e proposições, nesta última edição, realizada nos dias 6 e 7, na capital Porto Velho. Todo o processo do Grito, negociações com o governo do estado e atos públicos, trouxeram resultados positivos, mas também registrou pontos sem avanço. As rodadas de negociações, ocorridas nos dias 4 e 5, avançaram com a maioria das secretarias...

NOTAS DO GTE: segundo dia de negociação começa com a Sedam
05/07/2016

NOTAS DO GTE: segundo dia de negociação começa com a Sedam

Segundo dia de negociações do Grito da Terra. Iniciado com a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Ambiental - Sedam, a comissão de negociação aprofundou as discussões com o secretário Vilson de Sales. Entre respostas e compromissos acordados, destaque para rigorosa fiscalização da execução do CAR; Garantia de assento e ampliação da participação de representantes da sociedade civil nos conselhos que discutem políticas públicas voltadas ao meio ambiente, agricultura familiar; dedicação para que haja atualização do zoneamento sócio, econômico e ecológico do Estado; promover uma atuação do órgão mais pedagógica e não...

NOTAS DO GTE: começam as negociações da pauta
04/07/2016

NOTAS DO GTE: começam as negociações da pauta

Iniciadas hoje as rodadas de negociações da pauta do Grito da Terra. A Comissão de Negociação, composta pela diretoria da FETAGRO e dirigentes dos STTRs já se reuniu com a Emater, DER e Casa Civil. As reivindicações e também proposições estão sendo tratadas somente com os titulares e adjuntos das pastas que estão comprometidos em entregar as respostas finais documentadas e assinadas pelo governador Confúcio Moura, na quinta-feira (07). As discussões com as secretarias de estado acontecem no auditório da EMATER, na capital Porto velho, até amanhã. Contribuem nas negociações o vereador pelo município de São Miguel, Valmir Pesssoa (PT), e o deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), principal...

NOTAS DO GTE: audiência com governador Confúcio Moura para apresentação da pauta
04/07/2016

NOTAS DO GTE: audiência com governador Confúcio Moura para apresentação da pauta

Nesta manhã, audiência da Comissão de Negociação com o governador Confúcio Moura para apresentação da pauta de reivindicações e proposições. O presidente Fábio Menezes destacou os 23 anos da Federação, suas lutas e conquistas, resultado de seu caráter de representação, articulação é mobilização da classe trabalhadora rural por melhores condições de vida e trabalho no campo. Fábio exigiu do governador e secretariado respeito, seriedade e empenho no atendimento das demandas. O governador ressaltou a organização e força do MSTTR e garantiu o comprometimento do governo, por meio das secretarias, nas negociações hoje e manhã....

Trabalhadores(as) rurais mobilizados(as) para o Grito da Terra
01/07/2016

Trabalhadores(as) rurais mobilizados(as) para o Grito da Terra

Cerca de três mil trabalhadores e trabalhadoras rurais, organizados pela FETAGRO e Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTRs), realizam na próxima semana, nos dias 6 e 7, em Porto Velho, o Grito da Terra Estadual 2016. Os trabalhadores irão cobrar do governo estadual respostas à pauta de reivindicações e proposições na expectativa de obter conquistas efetivas que venham promover o desenvolvimento rural sustentável e solidário e melhorar as condições de vida e trabalho no campo. A pauta do Grito contém mais de 100 propostas que expressam as principais demandas de aproximadamente 120 mil homens e mulheres do campo. O documento faz referencia a temas como regularização fundiária e ambiental; organização...

FETAGRO lamenta descaso com a educação do campo
29/06/2016

FETAGRO lamenta descaso com a educação do campo

“A educação do campo é uma luta constante do Movimento Sindical dos Trabalhadores e trabalhadoras Rurais”. A frase é do presidente da FETAGRO Fábio Menezes, dita durante audiência pública, na Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, promovida para debater sobre a implantação do Projeto de Ensino Médio com Mediação Tecnológica (EMMTEC) proposto pelo Governo do Estado. Nesta terça-feira (28), o presidente voltou a afirmá-la em reação a lamentável aprovação do projeto pela Casa de Leis no mesmo dia. Há três anos a FETAGRO e outros movimentos sindicais e sociais do campo lutam pela não implantação deste modelo de ensino, caracterizado como ensino à...

APOIO A EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL
28/06/2016

APOIO A EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL

Durante a realização do Encontro Regional de Formação de lideranças em inovações tecnológicas que aconteceu em Palmas, de 21 a 23 de junho, em Tocantins, saíram vários encaminhamentos, um deles, assinado por mais de 80 jovens de 11 estados que estavam presentes foi uma carta de moção em apoio aos cursos de Licenciatura em Educação do Campo e outros cursos voltados para formação do homem e mulher do campo de todo o Brasil dos jovens dos estados de Roraima, Amapá, Pará, Rondônia, Amazonas, Tocantins, Acre, Goiás, Distrito Federal, Mato Groso e Mato Grosso do Sul. Confira na íntegra a CARTA DE MOÇÃO E APOIO A EDUCAÇÃO DO CAMPO NO BRASIL O texto se propõe fazer uma...

STTR de Rolim de Moura reúne agricultores (as) em dia festivo
27/06/2016

STTR de Rolim de Moura reúne agricultores (as) em dia festivo

O Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadores Rurais de Rolim de Moura realizou no último sábado (25) a Festa do Agricultor(a) e 8º Festival Municipal da Juventude Rural. As atividades oportunizaram um momento de integração e confraternização, em reconhecimento a importância destes agricultores (as) que com muito empenho garantem a subsistência de suas famílias e o fornecimento de alimentos saudáveis nas mesas de todos (as) brasileiros (as). Para a juventude rural, além da integração o momento também foi de reflexão e diálogo acerca da sustentabilidade no campo para os jovens. Realizado na Linha 184, o evento reuniu centenas de agricultores familiares; toda diretoria do Sindicato; diretoria da FETAGRO, representada...

Movimentos sociais do campo manifestam insatisfação com proposta de ensino à distância
24/06/2016

Movimentos sociais do campo manifestam insatisfação com proposta de ensino à distância

Audiêcia Pública rea no plenário da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, serviu de importante espaço de manifestação de idéias e opiniões sobre a implantação do projeto de Ensino Médio com Mediação Tecnológica (EMMTEC), proposta pelo Governo do Estado em escolas da zona rural e urbana. O momento, proposto e coordenado pelo deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), reuniu o governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Educação (Seduc); classe escolar, especialmente da zona rural, representantes dos movimentos sindicais e sociais do campo, Ministério Público Estadual; Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sintero); Central Ùnica dos Trabalhadores (CUT); e outras organizações...

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro