Área Restrita
GRITO
Imagem2
Imagem 1
Imagem3
Imagem 4
Visibilidade e mobilização para 2ª Plenária Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da...
20/05/2016

Visibilidade e mobilização para 2ª Plenária Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da...

Você já conferiu? Já curtiu? Compartilhou? Pois então vamos lá! Vamos fortalecer a luta da 3ª idade e idosos(as) do meio rural brasileiro!! Baixe o CARTAZ no Portal da CONTAG aqui Bom lembrar que a nossa 2ª Plenária acontece de 13 a 16 de junho, e reúne cerca de mil idosos (as), em Luziânia-GO, com o tema: “tecendo histórias e valorizando saberes”. “Nossa expectativa é garantir com a contribuição e mobilização de todos (as) nós que fazemos o MSTTR, a presença da nossa geração na 2ª Plenária Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da 3ª Idade e Idosas (os) da CONTAG, para juntas (os) debatermos, refletirmos e propormos as mudanças que precisamos para seguirmos construindo e fortalecendo a história do MSTTR”, destaca a secretária da 3ª Idade CONTAG, Lucia Moura. No Brasil, um número significativo de pessoas idosas e da terceira idade continua vivendo na área rural, sendo que essa transição demográfica vem ocorrendo rapidamente. Dados do (Manual de Enfrentamento à Violência Contra a Pessoa Idosa, SDH, 2013), revelam que 3,8 milhões de idosos (as) vivem na área rural, destes 84,9% continuam trabalhando mesmo depois de aposentadas (os). Porém ainda existem muitos desafios como, por exemplo, o elevado percentual de pessoas idosas analfabetas, sobretudo no campo, entre outros. Diante dessa realidade, o MSTTR cumpre um importante papel ao trazer para o centro do debate as especificidades das pessoas da terceira idade e idosas do campo, das florestas e das águas. A 2ª Plenária Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da 3ª Idade e Idosos (as) da CONTAG se constituirá como um desses espaços de fortalecimento do protagonismo das pessoas da terceira idade, visando qualificar ainda mais as ações e implementar diretrizes e políticas que de fato consolidem melhorias nas condições de vida dessas pessoas no campo, na floresta e nas águas. Melhorias que devem levar em consideração: a terceira idade no contexto do Projeto Alternativo de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário (PADRSS); enquanto sujeitos políticos e protagonistas do MSTTR; a Mulher Idosa do campo; Sucessão Rural, como um olhar intergeracional; Formação Sindical para a terceira idade, entre outros pontos que são caminhos necessários para a implementação de uma política que, de fato, atenda aos anseios dessa importante geração do meio rural brasileiro. Assim, diante do desafio da implementação e fortalecimento da Política para 3ª Idade e Idosas (os) Rurais, a CONTAG, através de sua Secretaria de 3ª Idade e Idosas (os), reforça a mobilização e compromisso de todas (os) na realização da 2ª Plenária Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais da 3ª Idade e Idosos (as). Vamos construir juntas(os) mais um capítulo dessa história!!! Fonte: Assessoria CONTAG

Repúdio e indignação com os rumos da Política de Previdência Social
20/05/2016

Repúdio e indignação com os rumos da Política de Previdência Social

O que esperar da política de proteção previdenciária com o Governo interino de Michel Temer? De forma abrupta, unilateral e sem diálogo algum, o governo interino de Michel Temer, com a edição da Medida Provisória 726/2016, além de extinguir Ministérios, impõe condições para desestruturar políticas públicas fundamentais para a população brasileira, como é o caso da Previdência Social. Essa ação decorre do viés meramente fiscal e sob a estreita ótica da relação receita/despesa, articulada como justificativa, renegando o importante caráter socioeconômico e distributivo que essa política desempenha na sociedade brasileira. As mudanças feitas atingem também órgãos deliberativos como o Conselho Nacional de Previdência, que passa a responder hierarquicamente ao Ministério da Fazenda, embora mantenha, dentre as suas competências, a de acompanhar e avaliar a execução da Política Previdenciária feita pelo INSS, que agora estará vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário. Vislumbra-se, assim, mais uma tentativa de desestruturar não só a previdência social, mas todo o Sistema de Seguridade Social e de direitos sociais arduamente conquistados pelo povo brasileiro, com a redemocratização do País ocorrida no período pós-Constituição Federal de 1988. Acena-se, também, que o Governo Interino Temer, subserviente ao capital especulativo e a seus interesses, vai tentar, por todos os meios, implementar uma reforma da Previdência Social excluindo e restringindo direitos previdenciários da classe trabalhadora, de forma nunca vista antes, nem mesmo nos governos militares ou neoliberais que comandaram o Brasil. Diante desse cenário, a CONTAG e todo o MSTTR reafirmam sua posição contrária às medidas anunciadas e repudia as medidas adotadas, comprometendo-se junto a sua base, Federações e Sindicatos filiados, para manter-se atenta e mobilizada para o enfrentamento necessário, defendendo de forma intransigente os direitos previdenciários arduamente conquistados pelos trabalhadores e trabalhadoras do campo e da cidade. Não vamos admitir retrocesso algum, ou qualquer perda de direitos, e menos ainda sob a condução de um governo ilegítimo. DIRETORIA DA CONTAG

Festival de Jovens de Alvorada do Oeste será em Julho
16/05/2016

Festival de Jovens de Alvorada do Oeste será em Julho

Em reunião ocorrida na semana passada, a Secretaria de Juventude Rural do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Alvorada do Oeste deliberou sobre a realização do Festival Municipal de Jovens, principal ação do setor visando o reconhecimento e a valorização da juventude rural. De acordo com o secretário Fernando dos Santos, o Festival está programado para o dia 23 de julho, sendo realizado em conjunto com a quarta edição da Feira da Agricultura Familiar. Na oportunidade, o secretário e toda Diretoria convida a todos e todas para participarem das atividades, prestigiando o público rural e a pujança da agricultura familiar do município.

Formação Política, luta pela democracia, integração virtual: conheça nossa 6ª Turma da ENFOC
13/05/2016

Formação Política, luta pela democracia, integração virtual: conheça nossa 6ª Turma da ENFOC

Olá! Tudo bem? Vocês já estão sabendo que aconteceu o 1º módulo da 6ª Turma do Curso de Formação Política da ENFOC? Pois é... No meio do nosso itinerário de celebração dos 10 anos da ENFOC, aconteceu o primeiro encontro da 6ª Turma do Curso de Formação Política – ENFOC, com 126 educandas e educandos de todo o Brasil e ainda do Uruguai, Costa Rica, Equador e Chile. A turma trouxe todo um sentimento de novidade e renovação. Uma Turma muito jovem de lideranças sindicais, onde muitos já percorreram os caminhos da ENFOC nos estados e municípios. E as novidades não param por aí. A 6ª Turma é também a pioneira na utilização da Plataforma Virtual, novo campo de integração proposto pela linha pedagógica da ENFOC. E para conhecer mais o ambiente web, as educandas e educandos mergulharam de cabeça nas Oficinas com muita vontade de conhecer esse mundo virtual, de experimentar essa ferramenta que permitirá que todas e todos fiquem conectadas(os) para desenvolver facilmente as atividades Intermódulos, independente do lugar que estiverem no Brasil, Chile, Equador, Uruguai e Costa Rica, pois continuarão próximas(os) trocando informações online. E tem mais... Entre tantas coisas positivas que podemos compartilhar com vocês, a exemplo de alguns dos temas debatidos: Sujeito e Identidade; Conhecimento da Sociedade Capitalista e o que esse modelo econômico de “desenvolvimento” afeta no modo de vida das camponesas(es), algo que marcou para sempre a vida de cada educanda e educando da nossa 6ª Turma, foi a participação na caminhada pela DEMOCRACIA e contra o GOLPE na quarta-feira (11), data que teve início a votação no Senado pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff. E também a presença no Palácio do Planalto em solidariedade a Dilma, primeira e única mulher presidente, eleita democraticamente no Brasil. É isso gente. Aqui é só um pouquinho do que vivemos no 1º módulo da nossa 6ª Turma do Curso de Formação Política - ENFOC. São histórias e histórias que a 6ª turma vai levar para o resto da vida. Que venha o 2º e 3º módulo com a mesma intensidade de militância! Fonte: Assessoria CONTAG

CONTAG e todo MSTTR segue na defesa pela democracia e contra o retrocesso nos direitos
13/05/2016

CONTAG e todo MSTTR segue na defesa pela democracia e contra o retrocesso nos direitos

A Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (CONTAG) representa aproximadamente 20 milhões de trabalhadores e trabalhadoras rurais em todo o País, e tem como filiadas 27 Federações Estaduais de Trabalhadoras na Agricultura e mais de 4.000 Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais. Ao longo de 52 anos de luta e conquistas para os trabalhadores e trabalhadoras rurais, sempre defendeu a democracia, a justiça e participação social, e combateu a corrupção e a restrição ou retirada de direitos da classe trabalhadora. Nesse sentido, a CONTAG repudia as últimas decisões do Congresso Nacional, primeiro com a admissibilidade do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff na Câmara dos Deputados, e agora...

Carta das mulheres ao povo brasileiro
13/05/2016

Carta das mulheres ao povo brasileiro

Nós, delegadas representando as brasileiras presentes nas conferências Municipais e Estaduais, reunidas na 4ª. Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, cujo tema é “Mais Direitos, Poder e Participação para as Mulheres”, nos dirigimos ao povo brasileiro para expressar nosso repudio veemente ao golpe de Estado que pretende interromper o mandato da primeira e única mulher que venceu duas eleições presidenciais e tem, até o ano de 2018, o direito e a legitimidade de exercer o comando da Nação. A disputa política é salutar, quando ocorre nos marcos da legalidade. O que está acontece no Brasil é completamente fora da ordem institucional. A presidenta Dilma Rousseff sofreu um processo de abertura de impeachment...

Presidenta Dilma Rousseff abre a 4ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres
11/05/2016

Presidenta Dilma Rousseff abre a 4ª Conferência Nacional de Políticas para Mulheres

Mais de 3.000 mulheres delegadas de todo o País participam da 4ª Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que tem como lema “Mais Direitos, Participação e Poder para as Mulheres”. A solenidade de abertura, realizada na tarde desta terça-feira (10), foi um momento forte e carregado de emoção, que contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff, de ministras de Estado, senadoras, deputadas federais, de lideranças feministas e de organizações sociais de mulheres e do movimento sindical, como da CONTAG, das Federações e Sindicatos, dentre outras autoridades e convidadas e convidados. Compondo a delegação de Rondônia estão 10 mulheres do setor governamental e sociedade civil...

6ª Turma Nacional da ENFOC inicia com muita coragem, vontade e esperança
07/05/2016

6ª Turma Nacional da ENFOC inicia com muita coragem, vontade e esperança

“Andar com fé eu vou, que a fé não costuma faiar”... foi com essa música que os educandos e educandas fizeram o primeiro contato entre todos e todas da 6ª Turma do Curso Nacional de Formação em Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário da Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC) e anunciaram suas expectativas para esse primeiro módulo e com a experiência que pretendem levar para suas bases. Coragem, força, vontade, esperança, energia, resistência, transformação, fé, alegria, motivação, reafirmação da militância são algumas das expectativas apresentadas pelos educandos e educandas, representantes de todos os estados brasileiros, do Distrito...

Diretoria do STTR de Nova Mamoré avalia e planeja ações
07/05/2016

Diretoria do STTR de Nova Mamoré avalia e planeja ações

Na ultima sexta feira (06), o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Nova Mamoré realizou reunião da Diretoria Executiva para avaliação e deliberação de ações da entidade. O presidente do STTR, Gelson Carlos dos Santos, destacou entre os assuntos em pauta as mobilizações previstas do Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras para o ano de 2016, como o Grito da Terra Estadual (GTE). Gelson ressaltou a importância desta ação de massa para muitas conquistas de toda a classe da agricultura familiar. “Foi no Grito da Terra de 2013 que conquistamos a Cédula Rural para os financiamentos que compreendem até um quarto do salário mínimo. Antes tinha cédula, mas era bancária e pagávamos...

Governo amplia CAR para agricultura familiar
05/05/2016

Governo amplia CAR para agricultura familiar

A Presidenta Dilma Rousseff estendeu até 05 de maio de 2017 o prazo para os pequenos produtores rurais e agricultores familiares aderirem ao Cadastro Ambiental Rural (CAR). A medida provisória atende à reivindicação dos movimentos sociais, assegurando a mais de 1 milhão de proprietários e posseiros, ainda não cadastrados, todos os benefícios previstos no Código Florestal. Para os proprietários de imóveis rurais com mais de 4 módulos fiscais, o prazo venceria nesta quinta-feira (5/5). Mas o Serviço Florestal Brasileiro (SFB), que administra o Sistema de Cadastramento Ambiental Rural, alerta que o programa de adesão (www.car.gov.br) na internet continuará a receber os cadastrados após essa data. No entanto, o SFB esclarece que,...

Plano Safra 2016/2017: importantes demandas do MSTTR atendidas
03/05/2016

Plano Safra 2016/2017: importantes demandas do MSTTR atendidas

O lançamento do Plano Safra da Agricultura Familiar 2016/2017 trouxe importantes medidas para a agricultura familiar brasileira, algumas delas atendendo a fortes demandas do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR). Foram destinados R$ 30 bilhões para o financiamento de projetos individuais ou coletivos nas operações do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura (Pronaf) e os juros para a produção de alimentos como arroz, feijão, batata, trigo, café, leite e outras culturas, assim como para a criação de gado leiteiro, abelhas, peixes, ovelhas e cabras, foram reduzidos para 2,5% ao ano. A mesma taxa de 2,5% ao ano valerá para os(as) agricultores(as) que acessarem o Pronaf Mais Alimentos para investimento em práticas sustentáveis...

Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agosto
Setembro
Outubro
Novembro
Dezembro