Área Restrita

Fetagro

Grito da Terra Brasil

05/05/2015
ImprimirEmail

Em 2015 o Grito da Terra Brasil Traz como tema principal“Desenvolvimento Rural Sustentável com garantia de Direitos e Soberania Alimentar”. Este ano o Grito da Terra Brasil acontece de 18 a 22 de maio, assim como no ano anterior, acontecerá de forma conjunta em todo Brasil, unindo em só grito, trabalhadores e trabalhadoras rurais dos municípios, estados e em Brasília-DF. 

A pauta do 21º GTB apresentada para presidenta Dilma Rousseff no dia 15 de abril de 2015, traz um conjunto de reivindicações demandadas pelos agricultores e agricultoras familiares do campo brasileiro que permite construir uma agenda positiva para o crescimento da economia com distribuição de renda, que passa pela ampliação do orçamento público para o investimento em políticas públicas estruturantes para superar pobreza, as desigualdades sociais e ampliar e universalizar os direitos de oportunidades e igualdades para os sujeitos construírem cidadania, viverem e trabalharem com dignidade e qualidade de vida no meio rural. 

Assim, a CONTAG espera o Governo reconheça e valorize os sujeitos do campo, atendendo as demandas com medidas e políticas concretas para avançar com a reforma agrária, fortalecer a agricultura familiar e proteger os/as assalariados/as rurais, assegurando aos homens e mulheres o direito a terra e ao território, a transição para agroecologia visando a produção e oferta de alimentos saudáveis, preservar e conservar a biodiversidade, e fortalecer as políticas públicas de geração de trabalho decente e de proteção social e cidadania, dentre as quais destacamos a saúde, educação de campo, Previdência e assistência social, segurança e comunicação.

Veja Também

Imagem Indisponível

Marcha das Margaridas

Preparação para a 5ª Marcha das Margaridas – Agosto de 2015   Companheiras, mulheres de todo o Brasil, trabalhadoras do campo, da floresta e das águas, mulheres trabalhadoras das cidades, SEGUIMOS EM MARCHA! Com a nossa experiência, garra e criatividade, seguimos mobilizando companheiras em todos os municípios e estados do País para realizarmos a Marcha das Margaridas 2015.   A conjuntura que se desenha pós-eleições exige que as margaridas assumam a mesma postura que lhes exigiu coragem e ousadia para reconduzir Dilma Rousseff à Presidência da República, para que continuem afirmando-se...

Mobilização dos Assalariados e Assalariadas Rurais

Mobilização dos Assalariados e Assalariadas Rurais

A 1ª. Mobilização Nacional dos Assalariados e Assalariadas Rurais reuniu cinco mil assalariados e assalariadas rurais, em 20 de março de 2012, em Brasília, para reivindicar melhores condições de vida e trabalho, especialmente na busca pela construção de políticas públicas e do protagonismo deste segmento no desenvolvimento rural sustentável e solidário. A ação é considerada um marco para o Movimento Sindical de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), pois foi a primeira vez que esse público protagonizou uma mobilização específica para pressionar o...

Imagem Indisponível

Jornada de Luta pela Reforma Agrária

As dificuldades enfrentadas na realização da reforma agrária e na implementação de políticas públicas voltadas ao desenvolvimento rural sustentável, fizeram os movimentos e organizações sociais do campo refletirem sobre a necessidade de articular pautas e estratégias de luta que sejam comuns a todas as organizações. Conjuntamente elaboraram um manifesto com quatro eixos centrais, que são: Reforma Agrária ampla e de qualidade e garantia dos direitos territoriais dos povos indígenas e quilombolas e comunidades tradicionais; Desenvolvimento rural com distribuição de renda...

ENCONTRO UNITÁRIO DOS TRABALHADORES, TRABALHADORAS E POVOS DO CAMPO, DAS ÁGUAS E DAS FLORESTAS

ENCONTRO UNITÁRIO DOS TRABALHADORES, TRABALHADORAS E POVOS DO CAMPO, DAS ÁGUAS E DAS FLORESTAS

O Encontro Nacional Unificado dos Trabalhadores(as) e Povos do Campo, das Águas e das Florestas é uma ação que está sendo pensada em conjunto com as organizações de distintos grupos sociais, etnias e movimentos agrários de todo o Brasil – povos indígenas, comunidades tradicionais, assentados de reforma agrária, agricultores familiares extrativistas, povos da floresta, pescadores artesanais, quilombolas e ainda trabalhadores assalariados. O foco de unidade desses povos e grupos sociais é a luta pela terra, contra as muitas ameaças, que não obstante múltiplas particularidades, apresenta um...