Área Restrita

Fetagro

Aprovado projeto de lei que garante proteção à gestante e parturiente contra a violência obstétrica

31/08/2017
09/09/2017
Notícias
0 ComentáriosImprimirEmail

Projeto de Lei 606/2017, de autoria do deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT), que assegura a implantação de medidas de informação e proteção à gestante e parturiente contra a violência obstétrica foi aprovado pela Assembleia Legislativa, nesta quarta-feira (30). A proposta segue agora para sanção do governador Confúcio Moura.

 

De acordo com a proposta de lei, atos que ofendam, de forma verbal ou física, as mulheres gestantes e parturientes, antes, durante ou após o parto, são considerados violência obstétrica.  Frases agressivas, recriminar a parturiente por qualquer comportamento como gritos, choro, medo, vergonha ou até mesmo dúvidas, discriminação, agressão física, psicológica, humilhação, procedimentos médicos coercivos ou não consentidos, falta de confidencialidade, graves violações da privacidade, recusa de internamento nas instituições de saúde, cuidado negligente durante o parto, entre outros atos, classificam-se violência.

 

O deputado Lazinho ressalta que a proposta de lei “apresenta medidas que visam trazer luz às mulheres que dão a luz, pois muitas mulheres sequer sabem que estão sendo vítimas de violência obstétrica. E, também, traz a certeza a essas mulheres de que quando entrarem em trabalho de parto, elas tem o direito de serem atendidas de forma digna e responsável”.

 

Quanto a fiscalização do disposto na proposta de Lei, o projeto estabelece que esta deverá ser realizada pelos órgãos públicos nos respectivos âmbitos de atribuições, sendo os responsáveis pela aplicação das sanções decorrentes de infrações às normas nela contidas. Determina ainda que o Poder Executivo, por meio de sua Secretaria de Estado da Saúde, deverá elaborar a Cartilha dos Direitos da Gestante e da Parturiente, propiciando a todas as mulheres as informações e esclarecimentos necessários para um atendimento hospitalar digno e humanizado, visando à erradicação da violência obstétrica; e que os estabelecimentos hospitalares deverão expor cartazes informativos contendo as condutas consideradas violência verbal ou física, dente outras.

 

“Toda grávida tem direito a um atendimento respeitoso e humanizado. Tem direito a ser recebida por profissionais e serviços de saúde capacitados e que respeitem a gestação, o parto, a amamentação, e a mulher”, defende o deputado.

 

Comentários

CAPTCHA Image
Recarregar Imagem

Veja Também

Imagem Indisponível
30/07/2014

Regional Cone Sul promove formação sindical

Iniciou ontem (29), na sede do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR) de Cerejeiras, o primeiro módulo do curso de formação político sindical da Escola Nacional de Formação da CONTAG (ENFOC), para dirigentes e representantes de base sindical do Regional Cone Sul. O curso será ministrado em 3 módulos, com 3 dias cada, com objetivo de capacitar cerca de 40 lideranças sindicais do Movimento Sindical dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (MSTTR), proporcionando a cada participante uma visão ampla sobre as principais bandeiras de luta do Movimento, ampliando o conhecimento e revitalizando o comprometimento dos mesmos com o MSTTR, a partir da base. Propõe-se, ao...

Imagem Indisponível
11/07/2014

STTR de Theobroma promove curso de derivados do leite

O Sindicato dos Trabalhadores (as) Rurais do município de Theobroma, em parceria com a Emater Theobroma, realizou de 07 a 11 de julho um curso de derivados do leite, para trabalhadoras(es) rurais do Assentamento Primavera. O curso teve o objetivo de capacitar as trabalhadoras(es) para que elas possam produzir diversos alimentos à base do leite para subsistência familiar e comercialização e, assim, contribuírem na complementação da renda familiar. O curso foi ministrado por uma extensionista da Emater do município de Alvorada do Oeste, que ensinou as participantes a produzirem diversos tipos de queijos e doces. Fonte: Assessoria STTR de Theobroma

Cooperativas da agricultura familiar podem firmar parceria com Usina de Jirau
13/09/2012

Cooperativas da agricultura familiar podem firmar parceria com Usina de Jirau

[caption id="attachment_267" align="alignleft" width="300"] FETAGRO, Creditag, CUT e Consórcio camargo Correa reunidos no último dia 5[/caption] Cooperativas da agricultura familiar ligadas a Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia (FETAGRO) foram convidadas a firmarem parceria com o Consórcio Camargo Correa, responsável pela obra da Usina Hidrelétrica de Jirau, para o fornecimento de gêneros alimentícios ao canteiro de obras. A iniciativa tem o objetivo de valorizar o produto e a produção de Rondônia. O convite foi formalizado no último dia 5, no canteiro de obras, em reunião entre representantes da FETAGRO, do Sistema Creditag (conjunto de cooperativas de produção...

FETAGRO e Banco do Brasil assinam termo de parceira para habitação rural
04/09/2012

FETAGRO e Banco do Brasil assinam termo de parceira para habitação rural

04/09/12 [caption id="attachment_275" align="alignleft" width="300"] Entidades selam Termo de Parceria e Cooperação[/caption] A Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Rondônia (FETAGRO) e a superintendência regional do Banco do Brasil assinaram na tarde de ontem (03), Termo de Parceria e Cooperação para o financiamento de habitações rurais, por meio do Programa Nacional de Habitação Rural (PNHR). O ato foi celebrado na sede da agência do Banco do Brasil em Ji-Paraná entre o presidente da FETAGRO, Lázaro Dobri (Lazinho), o vice-presidente Fábio Menezes e o gerente geral da agência em Ji-Paraná, Carlos Alberto Ito. O Programa Nacional de Habitação Rural integra...